ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Dinamarquesa MWS compra portuguesa Endiprev para reforçar aposta no setor eólico
04/06/2024 15:41

Com sede na Dinamarca, a Muehlhan Wind Service (MWS) anunciou esta terça-feira que acaba de adquirir (a partir de 1 de junho) o controlo acionista do grupo português Endiprev, com vista a unir as duas empresas que operam na indústria eólica e "criar um líder global na instalação e prestação de serviços" no setor energético. 

No passado mês de março a Endiprev estava já na fase de escolha de um comprador, tendo acabado por eleger a concorrente dinamarquesa. A empresa portuguesa especializada no fornecimento de serviços de instalação e manutenção de turbinas eólicas onshore e offshore, tem trabalhado nos últimos anos com gigantes eólicos mundiais como a Siemens, Vestas e GE, para operacionalizar a parte eletrónica dos seus aerogeradores. 

Em 2023, a Endiprev foi selecionada pela GE Renewable Energy, subsidiária da norte-americana General Electric (para a produção de sistemas de energia a partir de fontes renováveis), para apoiar dois grandes projetos no Reino Unido e nos EUA. Trata-se assim do maior parque eólico offshore do mundo - Dogger Bank no Mar do Norte, Reino Unido (190 turbinas, 3,6 GW) - e também do parque eólico de Vineyard, o primeiro projeto de larga-escala de energia eólica nos Estados Unidos (84 turbinas, 800 MW). 

Por seu lado, nos últimos sete anos a MWS tem expandido significativamente a sua atividade enquanto divisão independente do Muehlhan Group, sediado na Alemanha, com um leque abrangente de serviços direcionados para a produção de energia a partir do vento, incluindo instalação de estruturas eólicas, pré-montagem offshore, reparação de pás, serviços programados, e campanhas de grande escala de upgrades e reparações.

Neste momento, os mercados principais da Muehlhan Wind Service incluem a Europa do Norte, Reino Unido, América do Norte e Austrália. A empresa definiu como meta ter mais de 3.000 técnicos de turbinas eólicas globalmente em 2024, sendo que a junção das duas marcas irá permitir "aumentar o alcance geográfico e ter um conjunto de serviços mais diversificados em todo o mundo".

No final de 2022 o Muehlhan Group foi comprado pela sociedade de private equity norte-americana One Equity Partners, o que tem permitido à Muehlhan Wind Service "seguir uma estratégia de crescimento ambiciosa através de aquisições e de uma expansão orgânica". Nos últimos 18 meses, refere a empresa em comunicado, a MWS adquiriu várias empresas, entre as quais a TRG Wind, ROS, 3WIS, EPIK Energy, Professional Wind Service (PWS), Energy Wind & Renewables (EWR), e agora o grupo Endiprev.

Com sede no Porto, a Endiprev foi criada por um grupo de engenheiros eletrotécnicos em 2009 com o objetivo de prestar serviços em máquinas eólicas. Hoje marca presença no Reino Unido, EUA e Europa, em particular em França.

Na sequência da aquisição pela MWS, a empresa "irá continuar a operar sob a sua marca, com o objetivo de gradualmente unificar as duas empresas a longo prazo", explicam no mesmo comunicado. Ao nível da equipa executiva atual, o CEO André Ribeiro e o COO André Pereira vão manter-se na administração e manter-se como acionistas.

"Unir forças com a MWS dá-nos acesso a recursos e apoio estratégico necessário para alcançar novas etapas. Estamos entusiasmados com as oportunidades que esta parceria irá trazer. O foco imediato depois da aquisição será assegurar que os clientes existentes continuem a receber o habitual serviço com um alto nível de qualidade, enquanto procuramos potenciar as sinergias operacionais entre as nossas duas empresas para entregar um apoio mais forte aos nossos clientes globalmente", disse o CEO a propósito da compra. 

Søren Høffer, CEO da Muehlhan Wind Service, acrescenta que "esta aquisição alinha-se perfeitamente com os nossos objetivos estratégicos de expansão global e de melhoria de serviços. O compromisso da Endiprev da excelência em segurança, qualidade e execução alinha-se perfeitamente com a nossa filosofia e compromissos. O seu conhecimento forte no âmbito de trabalhos elétricos e de sistemas de alta tensão complementa o nosso, criando uma parceria formidável capaz de providenciar um apoio incomparável aos nossos clientes em todo o mundo".

Investidores deixam CrowdStrike "às escuras" após empresa provocar apagão
19/07/2024 22:25

Wall Street em queda antes das contas das "megacaps"
19/07/2024 21:24

DBRS eleva perspetiva de Portugal para ?positiva?. Rating mantém-se no sexto nível mais elevado
19/07/2024 21:07

UE à beira de crise de financiamento climático e digital, alerta Finance Watch
19/07/2024 20:21

Venda da participação da CGD no BCA deverá ficar concluída em três meses
19/07/2024 19:46

CTT arrancam com novo programa de recompra de ações de até 6,14% do capital
19/07/2024 19:16

OE2025: Alexandra Leitão diz que PS e Governo vão continuar a negociar e promete "boa-fé"
19/07/2024 19:06

Valor médio do CSI subiu 51% para 233 euros
19/07/2024 18:51

ANA tem 6 meses para concluir relatório para avançar com novo aeroporto
19/07/2024 18:46

OE2025: Chega sinaliza "atitude positiva" do Governo e admite que "há caminho" para negociar
19/07/2024 18:21

IL diz que Governo não deve desvirtuar OE2025 para ceder a quem atrasa o país
19/07/2024 17:51

Cimpor inaugurou uma nova fábrica nos Camarões
19/07/2024 17:16

Lisboa escapa a onda vermelha europeia mas não evita quebra semanal
19/07/2024 16:46

Maior acionista da EDP de olho em ativos espanhóis da Greenvolt
19/07/2024 16:11

Regulamentação dos bancos angolanos necessita de "ajustamentos"
19/07/2024 15:42

Nos não descarta alargar acordo de partilha de redes a mais operadoras
19/07/2024 14:53

Centro Nacional de Cibersegurança diz que 'apagão' afetou várias entidades portuguesas
19/07/2024 13:52

Preço dos combustíveis baixa. Gasóleo desce 2 cêntimos, e gasolina recua um cêntimo
19/07/2024 12:49

Pedro Nuno Santos só fala com Montenegro. Delegação do PS estará em reunião com Governo
19/07/2024 11:56

Serviços da Meo, Nos e Vodafone não foram afetados por falha global
19/07/2024 11:29

Ajuda

Pesquisa de títulos

Fale Connosco