Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Marcelo espera que Biden contribua com ações para o multilateralismo
23/09/2021 00:09

O chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou hoje esperar que o Presidente norte-americano, Joe Biden, contribua com ações para o multilateralismo, que deve ser procurado "além dos episódios de cada instante".

Em declarações aos jornalistas, em Nova Iorque, o Presidente da República defendeu que é preciso evitar "o regressar ao unilateralismo, o salve-se quem puder", com o qual "perdem todos".

Questionado sobre a atuação da atual administração norte-americano, Marcelo Rebelo de Sousa considerou que é possível encontrar "mensagens de abertura ao multilateralismo" no discurso que Joe Biden fez na terça-feira nas Nações Unidas.

"Essas mensagens esperamos nós que estejam presentes na atuação da administração nos próximos anos, porque o papel norte-americano é fundamental para que o multilateralismo vá em frente", acrescentou.

Depois, Marcelo Rebelo de Sousa alargou este apelo todas as potências regionais e mundiais, declarando: "É preciso que todas mantenham essa disponibilidade, para além dos episódios de cada instante".

Sobre o pacto trilateral de defesa entre norte-americanos, britânicos e australianos para a região do Indo-Pacífico (denominado AUKUS, com as iniciais dos três países anglo-saxónicos), que levou ao cancelamento por parte da Austrália de um contrato com a França para o fornecimento de submarinos, o Presidente da República disse que Portugal acompanha a posição da União Europeia, mas procura manter o diálogo entre aliados.

"Há este equilíbrio, esta dupla preocupação: acompanhar em solidariedade os membros da União Europeia, neste caso, um membro da União Europeia [a França], ao mesmo tempo numa postura e numa atitude de encontrar pistas de diálogo e de resolução que envolvam outros países que são muito próximos e aliados dos países da União Europeia".

Marcelo Rebelo de Sousa referiu que sobre este assunto houve uma reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros Europeus, "que definiram a solidariedade que existe, naturalmente, dentro da União Europeia, dentro de um clima que é de procura de pistas de entendimento alargado e de diálogo alargado".

O Presidente da República chegou no sábado aos Estados Unidos da América, para participar na 76.ª sessão da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), e regressa hoje a Portugal.

Desde que veio pela primeira vez às Nações Unidas (ONU), em 2016, já pôde "lidar com três administrações", de Barack Obama, Donald Trump e agora Joe Biden, salientou hoje.

No seu discurso nas Nações Unidas, na terça-feira, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu as vacinas como bem público global e apelou ao compromisso e concertação entre as nações, contra "o isolacionismo, o protecionismo, o unilateralismo, a intolerância, o populismo e a xenofobia".

"Vinte anos depois do 11 de Setembro, seis anos depois do Acordo de Paris, um ano e meio depois do começo da pandemia, precisamos mais do que nunca de um multilateralismo efetivo. Não nos discursos, nas ações, não há mesmo mais tempo a perder", apelou.

O chefe de Estado insistiu na mensagem, que tem reiterado nos últimos dias, de que "nenhum polo, nenhuma potência, por poderosa que seja, tem condições para enfrentar sozinha ou com alguns parceiros" problemas como as alterações climáticas, pandemias ou o terrorismo.

Marcelo espera que Biden contribua com ações para o multilateralismo
23/09/2021 00:09

Construtora francesa de submarinos vai enviar "fatura" à Austrália
23/09/2021 00:06

Estabelecimentos na zona lisboeta de Santos vão encerrar três horas mais cedo
22/09/2021 23:24

Estado chinês "estará pronto para lidar" com Evergrande, diz João Moreira Rato
22/09/2021 22:16

Fed mantém política acomodatícia por agora. E Wall Street aplaude
22/09/2021 21:30

Fed mantém juros e sinaliza retirada de estímulos "em breve"
22/09/2021 19:07

Antigo deputado do PSD e ex-líder do Turismo do Porto preso por corrupção dedica-se ao desporto
22/09/2021 18:59

Covid-19: UE e EUA estabelecem objetivo de taxa global de vacinação de 70% até 2022
22/09/2021 18:52

Credores da Groundforce rejeitam liquidação. Empresa avança para plano de recuperação
22/09/2021 17:17

PSI-20 vive melhor sessão em 6 meses com BCP e Galp a subirem mais de 5%
22/09/2021 16:41

Santiago do Cacém no mapa de investimento espanhol de 850 milhões de euros em energia solar
22/09/2021 16:33

Trabalhadores dos impostos anunciam greve de 1 a 5 de dezembro
22/09/2021 16:21

Portugal dá mais tempo a Cabo Verde para pagar juros de empréstimos
22/09/2021 15:44

in-Store Media investe 15 milhões para crescer incluindo em Portugal
22/09/2021 15:22

Portugal regista mais 891 casos de covid-19 e 8 mortes nas últimas 24 horas
22/09/2021 15:06

Bruxelas cria mecanismo para atuar na recuperação e resolução das seguradoras na UE
22/09/2021 14:57

Dados da fintech do grupo Alibaba vão ser integrados no banco central chinês
22/09/2021 14:43

Bruxelas "acompanha de perto" subida dos preços da energia
22/09/2021 14:33

?Token? da seleção nacional chega à app da Socios.com
22/09/2021 14:19

Recap angaria até 80 milhões de euros para projetos solares em Portugal e Espanha
22/09/2021 14:14

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco