ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Meio século depois, fundador do fórum de Davos abandona liderança
21/05/2024 21:03

Em 1971, o engenheiro e economista alemão Klaus Schwab criou o Fórum Europeu de Gestão, que 16 anos mais tarde passaria a ser conhecido como Fórum Económico Mundial (WEF, na sigla inglesa). Após mais de 50 anos ao comando da organização, o fundador e presidente executivo do conselho de administração de 86 anos terá oficialmente um sucessor até ao arranque de 2025 – antes da próxima edição do habitual encontro de líderes e empresários de todo o mundo, em Davos, Suíça. 

A notícia foi avançada pela Semafor e mais tarde confirmada por fontes oficiais da própria organização, que adiantou que a mudança faz parte de uma estratégia na estrutura da gestão, em cima da mesa há vários anos. O novo modelo, que segue em linha com outras grandes empresas e organizações, consiste em dividir a governação entre um presidente e um conselho de administração executivo. 

"Desde 2015, o Fórum Económico Mundial tem vindo a transitar de uma plataforma de convocação para a principal instituição global de cooperação público-privada", disse o WEF, em declarações à CNBC. E acrescentou: "Como parte dessa transformação, a organização também tem passado por uma evolução planeada de governação, de uma organização gerida pelo fundador para uma onde um presidente e um conselho de administração assumem total responsabilidade executiva". 

O "think tank" revelou ainda que Schwab poderá passar a presidente do conselho de curadores, que se vai organizar "em quatro comités estratégicos para reforçar ainda mais o impacto do nosso trabalho", cita a CNBC. 

A próxima edição de Davos, em janeiro de 2025, já terá um novo rosto no lugar do fundador e, de acordo com o Finantial Times, será o norueguês Børge Brende, atual presidente do Fórum Económico Mundial. A sucessão tem sido fonte de especulação nos últimos anos, revela a Semafor, tendo chegado a ser avançado que os próprios filhos de Schwab seriam os próximos ocupantes do cargo do pai.  

Recibos de salário usados para pressionar Governo
24/07/2024 06:00

EDP Renováveis assina contrato de 24 anos para armazenamento de energia nos EUA
24/07/2024 00:13

Nigéria duplica o salário mínimo para 39,6 euros após aumento do custo de vida
23/07/2024 23:47

Suspensa greve de 4.ª feira da CP após acordo sobre salários e carreiras
23/07/2024 22:59

Despesa em investigação e desenvolvimento atinge 4,5 mil milhões de euros em 2023
23/07/2024 22:32

Alphabet bate expectativas de lucro e receitas trimestrais
23/07/2024 21:31

Lucro trimestral da Tesla recua 45% para 1.478 milhões de dólares
23/07/2024 21:18

Portugal dá ?sinal de confiança? e reforça crédito para Angola
23/07/2024 21:04

Pedro Nuno diz que só "por birra" o Governo não reduz IRS este ano
23/07/2024 19:46

Apple pode vir a lançar iPhone dobrável em 2026
23/07/2024 19:34

Primeiro-ministro respeita decisão do Presidente e pede clarificação a PS e Chega sobre IRS
23/07/2024 19:30

Bruxelas investiga Glovo e Delivery Hero por suspeitas de cartelização
23/07/2024 18:48

Montenegro anuncia reforço da linha de crédito Portugal-Angola em mais 500 milhões de euros
23/07/2024 18:43

Sonangol fechou 2023 com lucro de 1,2 mil milhões
23/07/2024 18:30

Marcelo promulga diploma de recuperação do tempo de serviço docente
23/07/2024 18:18

Vodafone desiste da Nowo, não vai recorrer da decisão da AdC
23/07/2024 18:07

Marcelo Rebelo de Sousa promulga diploma que extingue Scut
23/07/2024 18:00

Marcelo promulga alívio do IRS mas diz que "impacto pode ser só no próximo ano"
23/07/2024 17:52

Contrato na Guiné vai render mais 290 milhões de dólares à Mota-Engil
23/07/2024 17:49

Medway recebe primeiros 20 vagões financiados pelo PRR espanhol
23/07/2024 17:37

Ajuda

Pesquisa de títulos

Fale Connosco