ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

CEO do BCP: ?A única forma de proteger o banco é remunerar os acionistas?
15/05/2024 18:10

Miguel Maya reitera que o capital do banco servirá para tornar o banco mais forte, ao mesmo tempo que regressa a uma política de distribuição de dividendos que a instituição praticamente não teve durante muitos anos.

Recusando que o BCP tenha capital em excesso, o CEO preferiu, na conferência de imprensa de apresentação do lucro de 234 milhões de euros no primeiro trimestre, sublinhar que a instituição tem uma posição sólida, que o deixa mais preparado para eventuais momentos de maior dificuldade.

Por outro lado, sublinha que "é importante para o BCP, passado mais de uma década a não remunerar de forma suficiente os acionistas", possa fazê-lo. O banco, insiste, vai entrar numa nova fase em que vai "preservar ‘buffers’ de capital, tendo um banco robusto para os bons e maus momentos".

Até porque, para o presidente executivo do Millennium, "a forma de proteger o banco é remunerar os acionistas".

Questionado sobre a OPA do BBVA ao Sabadell (antigo acionista do BCP) que decorre em Espanha, Maya recusou comentar a operação, assim como não quis pronunciar-se sobre um eventual interesse do BBVA em bancos em Portugal.

Repetiu, no entanto, a ideia de que o futuro poderá trazer consolidações no espaço europeu. "Olhando para o futuro tenho a forte convicção que quando a união bancária for concluída, teremos cada vez mais integração", indicou.

Miguel Maya desdramatizou ainda as alterações na estrutura acionista, depois de no início do ano a Fosun ter diminuído a participação no capital da instituição financeira.

"Nos últimos anos o RoE médio do BCP foi 1,1% e agora é 15%", disse, numa referência à rentabilidade acionista medida pelo indicador "Return on Equity".

"Temos todas as condições para ter maior ‘free float’, como na maioria dos grande bancos europeus, estamos atualmente com 60% de ‘free float’ e vários dos grandes bancos têm mais de 90%. É o caminho natural de um banco que tem a solidez do BCP", assegurou o presidente executivo da instituição.

Empresas têm de gerir melhor os riscos ESG
18/07/2024 12:41

Para onde vão os preços das casas em Portugal?
18/07/2024 12:00

CTT lançam subscrição online de certificados de aforro
18/07/2024 11:29

JPMorgan mais pessimista que o mercado. Fed e BCE só devem cortar três vezes juros em 12 meses
18/07/2024 10:59

Produção na construção cai 2,4% na Zona Euro em maio
18/07/2024 10:51

Reino Unido é o primeiro país europeu a aprovar carne cultivada em laboratório
18/07/2024 10:47

Von der Leyen: Respeito pelo Estado de Direito continuará a nortear fundos europeus
18/07/2024 10:09

Arvad, o refúgio perfeito com experiências únicas de enoturismo
18/07/2024 09:57

Jerónimo Martins e a DHL expandem parceria de cacifos de encomendas na Polónia
18/07/2024 09:49

Von der Leyen promete não aceitar polarização e destruição da UE por extremistas
18/07/2024 09:10

Lisboa acorda em alta com BCP na proa
18/07/2024 08:22

Portugueses viajam mais, a entrevista ao CEO da Sumol Compal e as contas da bolsa
18/07/2024 07:30

United Airlines aumenta lucros em 23% para 1,32 mil milhões de dólares
17/07/2024 23:55

Joe Biden cancela discurso de campanha após testar positivo à Covid-19
17/07/2024 23:39

Pedro Nuno Santos "otimista para as negociações" do OE2025 mas sem medo de eleições
17/07/2024 22:48

Secretária das Pescas promete eólicas 'offshore' alinhadas com a pesca
17/07/2024 21:45

Tecnológicas afundam Nasdaq. Dow Jones bate recordes
17/07/2024 21:34

Calendário de resultados do 2.º trimestre de 2024
17/07/2024 20:30

Ex-ministro moçambicano Manuel Chang acusado de receber 7 milhões de dólares em subornos
17/07/2024 20:00

CTT reduzem capital para 69,22 milhões de euros
17/07/2024 19:10

Ajuda

Pesquisa de títulos

Fale Connosco