ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

IA generativa poderá automatizar até 30% das horas de trabalho dentro de seis anos
10-07-2024 17:43

Num cenário de adoção, em termos médios, da inteligência artificial (IA) generativa, será possível automatizar até 30% da carga horária de trabalho atual, até 2030. Este valor poderá chegar aos 45% na UE e aos 48% nos EUA, até 2035, revelam os dados de um estudo publicado pelo McKinsey Global Institute (MGI), intitulado "A new future of work: The race to deploy AI and raise skills in Europe and beyond". 

 

A inteligência artificial generativa pode criar novos conteúdos e ideias, incluindo conversas, histórias, imagens, vídeos e músicas, e é considerada como a próxima fase da IA. 

 

À medida que esta tecnologia continua a revolucionar o mercado de trabalho, a procura de profissionais com novas competências irá evoluir em conformidade. Prevê-se que a procura por profissionais nos setores de STEM (carreiras relacionadas com a ciência, tecnologia, engenharia e matemática) e da saúde aumente entre 18% a 30% até 2030, e que, em contrapartida, haja um decréscimo na procura de profissionais nos setores das vendas, da produção e do apoio ao cliente.
 

"Para se manterem competitivas, as empresas terão de se focar na formação e nos processos de reskilling dos seus colaboradores", acrescentando que se prevê que "a procura por competências tecnológicas, sociais e emocionais venha a aumentar, enquanto as competências físicas, manuais e cognitivas básicas irão diminuir nos próximos tempos. Além disso, foi identificada uma carência de competências avançadas em TI, análise de dados, pensamento crítico e criatividade, que obrigará a uma requalificação global da força de trabalho existente", sublinha Benjamim Vieira, sócio da McKinsey.

 

O estudo aponta para que, num cenário a médio-prazo, cerca de 12 milhões de profissionais mudem de emprego, tanto na Europa como nos EUA, o que irá afetar particularmente as classes com salários mais baixos. Isto significa que terão de adquirir novas competências para conseguirem ambicionar empregos mais bem remunerados.
 

"Gerir esta transição de forma responsável irá exigir - quer aos líderes da indústria, quer aos agentes políticos - um maior investimento na formação e na melhoria das competências dos seus trabalhadores, ao mesmo tempo que concentram os seus esforços na implementação de soluções de IA. A implementação da IA só será bem-sucedida se envolver as pessoas. As pessoas devem estar no centro da transformação para que as promessas de melhoria da produtividade se tornem realidade no futuro", afirma Duarte Begonha, sócio da McKinsey. 

O estudo refere também que a adoção acelerada da IA generativa, em conjunto com uma deslocalização dos trabalhadores, pode vir a ajudar a Europa a atingir uma taxa de crescimento anual na ordem dos 3% até 2030. Por outro lado, a adoção lenta desta tecnologia poderá limitar este crescimento a 0,2%. 

O McKinsey Global Institute destaca ainda quatro prioridades fundamentais para os líderes empresariais no contexto da automatização e da IA generativa. Estas quatro prioridades prendem-se com a necessidade de compreender o potencial que estas tecnologias podem vir a ter dentro das empresas, e de perceber de que forma se devem adaptar as empresas para que consigam tirar o maior partido destas tecnologias. 

Aeroportos e outros serviços voltam à normalidade após falha informática global
20-07-2024 18:51

Sindicato despeja o promotor do mais mítico torneio de futebol infantil de Portugal
20-07-2024 18:41

Mayan candidata-se à liderança da Iniciativa Liberal para tornar o partido ambicioso
20-07-2024 17:07

BCE quer bancos alinhados com combate às alterações climáticas
20-07-2024 17:00

Israelitas reforçam investimento de luxo na foz de Gaia com T3 a chegar aos 1,7 milhões
20-07-2024 16:15

Apoios para janelas e painéis solares: Governo começa a pagar, finalmente
20-07-2024 15:34

Antiga deputada ucraniana assassinada na rua em Lviv
20-07-2024 15:05

Nigéria aplica coima de 202 milhões à Meta por violação de proteção de dados
20-07-2024 14:47

Guiné Equatorial assume gestão de campo petrolífero da Exxon Mobil
20-07-2024 12:46

Opções de compra de ações funcionam como incentivo a trabalhadores de startups europeias
20-07-2024 12:00

Tribunal Arbitral decreta serviços mínimos para greve na CP dias 22 e 24 de julho
20-07-2024 11:47

O Simplex do PSD. As medidas para a digitalização em três minutos
20-07-2024 10:00

Representantes do G20 discutem aliança contra a fome e imposto para super-ricos
20-07-2024 09:48

Setor do vinho com excesso de ?stock? quer agilização de verbas e vender mais caro
20-07-2024 09:36

Brasil restringe exportações de carne de aves para 44 países após surto de Newcastle
20-07-2024 09:20

OE2025: Luís Montenegro elogia postura construtiva dos partidos nas negociações
20-07-2024 09:13

Portal das Finanças com interrupções no acesso durante duas horas no domingo
20-07-2024 09:07

Investidores deixam CrowdStrike "às escuras" após empresa provocar apagão
19-07-2024 22:25

Wall Street em queda antes das contas das "megacaps"
19-07-2024 21:24

DBRS eleva perspetiva de Portugal para ?positiva?. Rating mantém-se no sexto nível mais elevado
19-07-2024 21:07

Ajuda

Pesquisa de títulos

Fale Connosco