ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Governo defende que PRR não seria executado "a tempo e horas" com estratégia anterior
28-05-2024 16:47

O Governo defendeu esta terça-feira que, sem alterações à forma de execução do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), as verbas comunitárias não seriam implementadas "a tempo e horas", o que impediria a absorção integral dos 22,2 mil milhões em fundos europeus até ao final de 2026.

"Se a organização, recursos e meios continuassem como estavam, garanto que o PRR não ia ser cumprido a tempo e horas. Com as alterações que vamos fazer, vamos ver se conseguimos cumpri-lo", referiu, em audição na comissão de Poder Local e Coesão Territorial, na Assembleia da República.

Manuel Castro Almeida admitiu que tem "receios" em relação à execução do PRR no terreno devido à "concentração de obras" que vão ser executadas. "Desconfio se há capacidade no país para executar o número de casas, escolas e centros de saúde que vão ser lançados ao mesmo tempo", disse.

O ministro criticou o anterior Governo de António Costa por não ter lançado os concursos para obras mais cedo, quando "podiam ter sido lançados há mais de um ano". E, por isso, alerta que podem vir a ser encontradas dificuldades em termos de mão de obra, dado que outros Estados-membros de toda a União Europeia (UE) estão também a executar PRR e pode haver "dificuldade em executar algumas metas referentes a obras no terreno.

Manuel Castro Almeida sublinhou ainda que, tal como fez saber o Conselho de Finanças Públicas (CFP), as metas de execução definidas pelo anterior Governo foram sucessivamente incumpridas, o que, segundo o Governo, contraria a narrativa do PS de que não há atrasos na execução do PRR.

"Se compararmos a execução do PRR com aquilo que previa executar, o que o Governo executou em 2023 foi 20% do que previa executar, em 2022 foi menos de 15% do que previa executar", frisou, acrescentando que isso "era aquilo que o Governo previa executar, não o que as instituições europeias previam".

Para acelerar a execução, o ministro reiterou que é importante reduzir o prazo para análise de candidaturas para e o prazo de pagamentos.

Putin acena a Kim Jong-un com alianças na primeira visita de Estado à Coreia do Norte em 24 anos
18-06-2024 11:50

Produção de hidrogénio e gases renováveis com incentivos de até 15 milhões por projeto
18-06-2024 11:46

Revolut alarga oferta de investimento a obrigações. Portugal incluído
18-06-2024 11:11

NOW derrota RTP3 no dia de estreia
18-06-2024 09:50

Dona da Parmalat com OK da Concorrência para compra da proprietária dos queijos Paiva
18-06-2024 09:08

PSI acompanha otimismo dos mercados e sobe 0,53%
18-06-2024 08:19

5 coisas que precisa de saber para começar o dia
18-06-2024 07:30

O aumento da despesa da ADSE, a espera pelo Fundo Ambiental e o corredor do Lobito
18-06-2024 07:01

Montenegro diz que nome de Costa para Conselho Europeu reúne "todas as condições para ser aceite" na
18-06-2024 00:38

Jantar de líderes da UE termina sem acordo após primeira tentativa sobre cargos de topo
17-06-2024 23:25

Governo promete "linhas de ação" até ao fim do ano para assegurar disponibilidade de água
17-06-2024 23:12

Exigência salariais alemãs acima da inflação preocupam BCE
17-06-2024 22:10

Nasdaq e S&P 500 atingem novos máximos. Apple prossegue "rally"
17-06-2024 21:40

Semapa investe 1,2 milhões e compra 0,046% da Navigator
17-06-2024 21:09

Plenário de trabalhadores da Transtejo Soflusa interrompe ligações fluviais quarta-feira à tarde
17-06-2024 20:45

EDP fecha venda à sua maior acionista de 11,6% da CEM Macau por 100 milhões
17-06-2024 19:45

Trabalhadores da bolsa de valores italiana em greve contra a Euronext
17-06-2024 19:34

Socialistas europeus destacam "bom colega" , mas PPE lança dúvidas sobre futuro de Costa
17-06-2024 19:07

Por que motivo tantos estrangeiros escolhem Portugal para investir no mercado imobiliário
17-06-2024 17:40

Afinal repor tempo de serviço dos professores custa mais 169 milhões do que prevê Governo
17-06-2024 17:31

Ajuda

Pesquisa de títulos

Fale Connosco