ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Mandatado pelo KKR, Mediobanca já detém mais de 16% da Greenvolt
27-05-2024 19:38

O Mediobanca reforçou a sua participação na Greenvolt para 16,36%, através da K-Infra Gamma Aggregator, informou nesta segunda-feira a empresa liderada por João Manso Neto (na foto) em comunicado à CMVM.

 

Este reforço foi feito no âmbito de um acordo do Mediobanca com a Kohlberg Kravis Roberts (KKR), pelo que os 16,36% são imputados aos fundos da KKR e à sua empresa Gamma Lux.


O banco italiano foi mandatado pelo KKR, através de um contrato swap, para comprar até 19,9% do capital da Greenvolt a um preço máximo de 8,30 euros, o valor oferecido pelo fundo no anúncio preliminar da oferta pública de aquisição (OPA) sobre a empresa energética.

Assim, através de um "total return equity swap" o Mediobanca está no mercado a adquirir até 19,9% das ações da Greenvolt por um preço que não poderá exceder 8,30 euros, a contrapartida já definida no anúncio preliminar da OPA e que foi aceite por acionistas detentores de 60,86% do capital da empresa.

Esses sete acionistas acordaram com a KKR a venda das suas participações na Greenvolt, embolsando um total de 703 milhões de euros, resultantes da contrapartida de 8,3 euros por cada ação. Esta operação deverá estar concluída a 31 de maio. Desta forma, caso as condições necessárias para a OPA se concretizem, o fundo KKR garante pelo menos 76,41% do controlo sobre o capital da elétrica.

Recorde-se que o fundo de investimento em infraestruturas Gamma Lux, com sede no Luxemburgo, gerido pela empresa norte-americana KKR, lançou formalmente "uma oferta pública geral e voluntária de aquisição da totalidade das ações" (OPA) da Greenvolt em meados de dezembro.

Em inícios de abril, o perito independente da EY definiu um valor de 7,3 euros como contrapartida mínima determinada para a OPA. Assim, prevaleceu o valor de 8,3 euros do anúncio preliminar da oferta.

Bruxelas e Banco Português de Fomento assinam acordo para desbloquear 3,6 mil milhões
18-06-2024 13:48

Presidente da AIP: "Não podemos continuar com quadro fiscal com 4.300 impostos e taxas"
18-06-2024 13:44

Costa disse a Galamba para despedir Ourmières-Widener da TAP. "É ela ou nós"
18-06-2024 13:10

Ursula, Charles e o ódio ao mais alto nível
18-06-2024 12:30

Putin acena a Kim Jong-un com alianças na primeira visita de Estado à Coreia do Norte em 24 anos
18-06-2024 11:50

Produção de hidrogénio e gases renováveis com incentivos de até 15 milhões por projeto
18-06-2024 11:46

Revolut alarga oferta de investimento a obrigações. Portugal incluído
18-06-2024 11:11

NOW derrota RTP3 no dia de estreia
18-06-2024 09:50

Dona da Parmalat com OK da Concorrência para compra da proprietária dos queijos Paiva
18-06-2024 09:08

PSI acompanha otimismo dos mercados e sobe 0,53%
18-06-2024 08:19

5 coisas que precisa de saber para começar o dia
18-06-2024 07:30

O aumento da despesa da ADSE, a espera pelo Fundo Ambiental e o corredor do Lobito
18-06-2024 07:01

Montenegro diz que nome de Costa para Conselho Europeu reúne "todas as condições para ser aceite" na
18-06-2024 00:38

Jantar de líderes da UE termina sem acordo após primeira tentativa sobre cargos de topo
17-06-2024 23:25

Governo promete "linhas de ação" até ao fim do ano para assegurar disponibilidade de água
17-06-2024 23:12

Exigência salariais alemãs acima da inflação preocupam BCE
17-06-2024 22:10

Nasdaq e S&P 500 atingem novos máximos. Apple prossegue "rally"
17-06-2024 21:40

Semapa investe 1,2 milhões e compra 0,046% da Navigator
17-06-2024 21:09

Plenário de trabalhadores da Transtejo Soflusa interrompe ligações fluviais quarta-feira à tarde
17-06-2024 20:45

EDP fecha venda à sua maior acionista de 11,6% da CEM Macau por 100 milhões
17-06-2024 19:45

Ajuda

Pesquisa de títulos

Fale Connosco