ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Propostas do Chega e da IL para o IRS deixariam o país em défice, diz Governo
24/04/2024 17:19

"A Iniciativa Liberal fala num choque fiscal de 3 mil milhões de euros já este ano, e não, como defende o Governo, ao longo da legislatura", mas isso "colocaria o saldo orçamental num défice de, pelo menos, 1% do PIB. Sucede que 3 mil milhões de euros era a proposta da Iniciativa Liberal na campanha eleitoral. Agora, esta proposta custa mais de 7 mil milhões de euros. Ou seja, teríamos um défice superior a 3% PIB". Já o Chega "fala em cerca de mil milhões de euros, mas falha completamente as contas", na medida em que "o custo total é superior a 5 mil milhões de euros, o que também colocaria as contas públicas em deficit excessivo", afirmou esta quarta-feira, no Parlamento o ministro das Finanças.

Joaquim Miranda Sarmento falava no debate em torno da proposta do Governo de alívio no IRS, quando estão sobre a mesa mais outras sete propostas dos vários partidos da oposição. Miranda Sarmento dirigiu-se em especial à direita, salientando que "Iniciativa Liberal e Chega revelam uma irresponsabilidade orçamental, a lembrar o erro de Liz Truss no Reino Unido". E "a redução fiscal tem de ser feita com responsabilidade orçamental. Para que não se dê um passo maior do que a perna e não se tenha depois de voltar atrás", defendeu o ministro.

Ao PS deixou também um reparo: "O Partido Socialista, hoje na oposição, reclama uma descida de IRS maior mas, há seis meses, o seu secretário-geral era contra a redução do IRS:"

André Ventura, do Chega, foi o primeiro a pedir a palavra, para proclamar que "isto não é um choque fiscal, é um remendozionho". "Tinham de fazer muito melhor" do que o PS, mas "o alívio fiscal para 900 euros de rendimento são 1,44 euros, em alguns pontos do país, nem o café paga".

Sérgio Ávila, do PS, também não poupou nas críticas. A redução proposta "é cinco vezes inferior à que o PS introduziu no início deste ano, afirmou. "Os portugueses foram iludidos e estão desiludidos. O Governo bateu o recorde da rapidez em incumprir promessas". Por outro lado, continuou o deputado socialista, a proposta do Governo é "socialmente injusta". Não é "um choque fiscal, mas foi um choque de indignação e na credibilidade do próprio Governo".

"Para o senhor deputado e para o PS, 1.300 euros já qualifica como rico", respondeu o ministro às críticas socialistas. "Estamos a cumprir o que colocámos no programa eleitoral e até mais além, beneficiando mais contribuintes e os que os senhores esqueceram, os do 6.º escalão e os que, já agora, o Chega também quer esquecer. Pessoas que ganham 13.00 euros líquidos".

Paula Santos, do PCP, exigiu uma atualização da dedução específica, que não é feita há 14 anos, que é uma das propostas do seu partido, salientando que "essa sim, aliviaria o IRS nos rendimentos baixos e médios". "Isto é tudo uma farsa", continuou. O que é preciso "é melhorar os salários", para "melhorar a vida das pessoas", rematou, lembrando os baixos valores que resultam da proposta do Governo em termos de liquidez para as famílias.

"O PAN não inviabiliza descidas de impostos, mas queremos que se vá mais longe", afirmou Inês Sousa Real, do PAN. O seu partido propõe, tal como o PCP, a atualização das deduções específicas "por forma a poupar a cada família cerca de 36 euros por mês", sublinhou.

Ucrânia: Volodymyr Zelensky em Bruxelas antes de viajar para Lisboa
27/05/2024 22:33

Montenegro acusa derrotados de estarem "mais ocupados em geringonçar" do que em ser oposição
27/05/2024 22:02

Eleições/Madeira: PS e JPP propõem solução conjunta de governo
27/05/2024 20:26

Mandatado pelo KKR, Mediobanca já detém mais de 16% da Greenvolt
27/05/2024 19:38

Havas faz um Reality Check Back to the Future
27/05/2024 19:14

Pinto Luz: Negociações com a Vinci para aeroporto Luís de Camões começam em breve
27/05/2024 19:05

Apoio extraordinário à renda mantém-se mesmo com alteração do contrato
27/05/2024 18:43

Executivo aprova regime ?semi-automático? para aproveitamento de imoveis devolutos do Estado
27/05/2024 18:33

Governo revoga Contribuição Extraordinária sobre o Alojamento Local e medida que agrava o IMI
27/05/2024 18:16

Governo avança com regime fiscal para PPR europeu
27/05/2024 18:07

Trabalhadores deslocados vão poder aproveitar valor da renda para pagar menos IRS
27/05/2024 18:01

Radares de Lisboa registam mais de 500 mil infrações em dois anos e rendem à câmara 10 milhões
27/05/2024 17:58

Millennium Talks Aveiro
27/05/2024 17:33

Autoridade da Concorrência sem oposição à compra da MGC pela Barraqueiro
27/05/2024 17:25

Especial aniversário sobre IA: Dia 29 de maio, o Negócios é oferecido
27/05/2024 17:02

Energia dá gás à bolsa nacional. BCP trava maiores ganhos
27/05/2024 16:54

Acordo a assinar com Zelensky tem horizonte de dez anos
27/05/2024 16:46

Reforço da pista do Aeroporto do Porto vai custar 50 milhões de euros
27/05/2024 16:39

CGTP quer aumento salarial e desbloqueio da contratação coletiva
27/05/2024 16:02

Grupo português atinge liderança a laser na Eslováquia
27/05/2024 15:37

Ajuda

Pesquisa de títulos

Fale Connosco