ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Governo só vê margem de 800 milhões para este ano
15/04/2024 17:00

O Governo aponta para um excedente de 0,3% do produto interno bruto (PIB) para este ano, não tendo ainda em conta novas políticas que poderão ser implementadas para o resto do ano. Os valores foram atualizados esta segunda-feira no Programa de Estabilidade que o Ministério das Finanças entregou ao Parlamento.

Este superávite calculado pela nova equipa das Finanças corresponde a cerca de 800 milhões de euros, que serão a "folga" que existirá para medidas discricionárias do Governo sem pôr em causa o equilíbrio das contas públicas.

Para o impacto das medidas conhecidas até agora, só há referência à descida adicional do IRS no montante de cerca de 200 milhões de euros, que se soma aos já previstos 1.330 milhões que o anterior ministro das Finanças, Fernando Medina deixou no Orçamento do Estado em vigor.

Na próxima sexta-feira, o Governo deverá dar mais detalhes sobre esta medida de alívio fiscal para as famílias até ao 8.º escalão de rendimento.

Os números do cenário agora apresentado pelo Governo são bastante mais modestos do que aqueles que foram divulgados ainda na semana passada pelo Conselho das Finanças Públicas (CFP). O CFP prevê um excedente de 0,5% do PIB para este ano, equivalente a cerca de 1,4 mil milhões, ou seja, mais 600 milhões do que o agora apresentado pelas Finanças.

A carga fiscal prevista ainda sem medidas novas, deverá este ano, pelas contas do ministro Miranda Sarmento manter o mesmo nível face ao PIB: 37,5%. Sendo que, na decomposição deste número, o peso dos impostos no PIB mantém-se em 25,2%, tal como as contribuições para a Segurança Social, nos 12,3%. As alterações verificam-se ao nível dos impostos sobre produção e importação que sobe de 14,5% para 14,9% do PIB; nos impostos sobre o rendimento – que desce quatro décimas, de 10,7% para 10,3% do PIB; e rendimentos de propriedade que sobem uma décima.

Em contrapartida, há despesas que sobem como com juros da dívida, despesa com pessoal e despesa com prestações sociais, estas de maior dimensão, com um acréscimo de 0,5 pontos percentuais do PIB.

Mais pessimista para o PIB

Os valores apresentados pelas Finanças atualizam também as previsões do PIB e o Governo está agora mais pessimista, projetando uma expansão da atividade deste ano de 1,5% face a 2023. De resto, tanto em relação ao Conselho das Finanças Públicas (que prevê uma expansão de 1,6%), como do Banco de Portugal (2%) como em relação ao próprio programa eleitoral (1,6%) há uma projeção mais recuada.

Nos contributos para o PIB, o Governo está mais otimista para a procura interna, mas mais pessimista para as exportações.

Quanto à taxa de desemprego, o Governo aponta para um ligeiro agravamento, passando de 6,5% da população ativa para 6,7%. A criação de emprego avança 0,4%.

Ucrânia: Muita segurança e hino na receção a Zelensky em Figo Maduro
28/05/2024 16:54

Governo defende que PRR não seria executado "a tempo e horas" com estratégia anterior
28/05/2024 16:47

Lisboa veste vermelho. Grupo EDP com quedas acima de 1%
28/05/2024 16:45

Fatura do IMI enviada às barragens é de 5,1 milhões por ano, em média
28/05/2024 16:13

Espanha reconhece Palestina por ser "necessidade perentória" para a paz
28/05/2024 15:09

Garantia pública: BdP garante ?trabalho contínuo? com Governo mas não emitiu parecer
28/05/2024 14:38

Altice não tem ?nenhuma decisão final? sobre a venda da dona da Meo
28/05/2024 14:33

Centeno avisa que ?reduções de impostos contam como aumento da despesa?
28/05/2024 13:26

Procura de gás natural na UE no valor mais baixo desde 2008
28/05/2024 13:01

Startup Oscar capta seis milhões para se consolidar na Península Ibérica
28/05/2024 12:22

Riscos para a estabilidade financeira diminuíram, diz BdP
28/05/2024 12:11

O setor financeiro escapou aos principais riscos?
28/05/2024 12:00

SUV responsáveis por aumento de 20% das emissões de CO2 relacionadas com energia
28/05/2024 11:04

Medicamentos gratuitos para idosos com CSI avançam já em junho
28/05/2024 10:02

BCE pagou quase dois mil milhões de euros em juros aos bancos portugueses em pouco mais de um ano
28/05/2024 09:00

Galp estuda investimento de 500 milhões no hidrogénio verde
28/05/2024 08:48

5 coisas que precisa de saber para começar o dia
28/05/2024 07:30

O alívio de restrições nas mais-valias, a construção e o apoio a idosos
28/05/2024 07:01

Pedro Nuno acusa Governo estar em campanha permanente e simular diálogo sobre habitação
27/05/2024 23:33

Ucrânia: Volodymyr Zelensky em Bruxelas antes de viajar para Lisboa
27/05/2024 22:33

Ajuda

Pesquisa de títulos

Fale Connosco