ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Futuros donos da Greenvolt querem chegar a um bilião de dólares em ativos
13/04/2024 19:00

A empresa norte-americana de investimento Kohlberg Kravis Roberts (KKR) está a acelerar os planos para vender algumas participações ou colocar as suas empresas em bolsa.

Nesta semana, a KKR revelou que pretende atingir a marca do bilião de dólares em ativos dentro de cinco anos. O objetivo foi já atingido pela Blackstone - outro gigante do setor  - no ano passado. Atualmente a KKR tem 553 mil milhões de dólares em ativos sob gestão.

Nos últimos dois anos, uma política monetária restritiva encareceu o custo do dinheiro e levou a um abrandamento das fusões e aquisições e das ofertas públicas iniciais (IPO, na sigla em inglês).

"O mercado de IPO está a começar a abrir ligeiramente e os mercados de crédito alavancado já abriram. Estamos a começar a receber mais [abordagens] de compradores estratégicos", afirmou Scott Nuttall, CEO da KKR ao Financial Times. "Estamos a assistir a um aumento da atividade. Se continuar assim, as monetizações irão acontecer. É apenas uma questão de tempo", acrescentou.

Em 2023, as empresas de capitais privados ficaram com um portfólio de ativos que ascendeu a um valor recorde de três biliões de dólares, o que levou, inclusive, a consultora Bain a alertar para um conjunto significativo de empresas que precisam de vender e retribuir liquidez aos investidores. Por exemplo, os fundos de pensões, que têm estado expostos em demasia a investimentos fora de bolsa.

A KKR - detentora do fundo Gamma Lux que lançou formalmente "uma oferta pública geral e voluntária de aquisição da totalidade das ações" da Greenvolt em meados de dezembro - tem investidos 18,4 mil milhões de dólares. As receitas atingiram 15 milhões em 2023 e o os objetivos passam por chegar aos 300 milhões em 2026 e mais de mil milhões em 2030.

Ucrânia: Volodymyr Zelensky em Bruxelas antes de viajar para Lisboa
27/05/2024 22:33

Montenegro acusa derrotados de estarem "mais ocupados em geringonçar" do que em ser oposição
27/05/2024 22:02

Eleições/Madeira: PS e JPP propõem solução conjunta de governo
27/05/2024 20:26

Mandatado pelo KKR, Mediobanca já detém mais de 16% da Greenvolt
27/05/2024 19:38

Havas faz um Reality Check Back to the Future
27/05/2024 19:14

Pinto Luz: Negociações com a Vinci para aeroporto Luís de Camões começam em breve
27/05/2024 19:05

Apoio extraordinário à renda mantém-se mesmo com alteração do contrato
27/05/2024 18:43

Executivo aprova regime ?semi-automático? para aproveitamento de imoveis devolutos do Estado
27/05/2024 18:33

Governo revoga Contribuição Extraordinária sobre o Alojamento Local e medida que agrava o IMI
27/05/2024 18:16

Governo avança com regime fiscal para PPR europeu
27/05/2024 18:07

Trabalhadores deslocados vão poder aproveitar valor da renda para pagar menos IRS
27/05/2024 18:01

Radares de Lisboa registam mais de 500 mil infrações em dois anos e rendem à câmara 10 milhões
27/05/2024 17:58

Millennium Talks Aveiro
27/05/2024 17:33

Autoridade da Concorrência sem oposição à compra da MGC pela Barraqueiro
27/05/2024 17:25

Especial aniversário sobre IA: Dia 29 de maio, o Negócios é oferecido
27/05/2024 17:02

Energia dá gás à bolsa nacional. BCP trava maiores ganhos
27/05/2024 16:54

Acordo a assinar com Zelensky tem horizonte de dez anos
27/05/2024 16:46

Reforço da pista do Aeroporto do Porto vai custar 50 milhões de euros
27/05/2024 16:39

CGTP quer aumento salarial e desbloqueio da contratação coletiva
27/05/2024 16:02

Grupo português atinge liderança a laser na Eslováquia
27/05/2024 15:37

Ajuda

Pesquisa de títulos

Fale Connosco