ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Décio fez-se empresário em Penha Longa aos 24 anos e já emprega 200 pessoas
13/04/2024 13:45

À entrada do deste século, Décio Ferreira Soares decide, com apenas 24 anos, dar asas ao seu "espírito empreendedor", abrindo atividade em nome individual, tendo convencido um grupo de amigos a juntar-se na realização de pequenos trabalhos ligados ao setor da climatização, também conhecido por AVAC (aquecimento, ventilação e ar condicionado).

 

"Sendo natural da freguesia de Penha Longa, no Marco de Canaveses, os trabalhos eram feitos sobretudo para empreiteiros locais, e realizados naquela zona geográfica do país", relembra o empresário, em declarações ao Negócios.

 

"Com o passar do tempo, a empresa foi crescendo e ganhando a confiança e reputação no mercado, fruto da dedicação e capacidade de honrar de forma positiva e com qualidade os trabalhos assumidos", enfatiza Décio Ferreira Soares.

 

Um crescimento cá dentro que, ao 10.º aniversário de atividade, levou a DFSavac lá para fora, debutando na internacionalização em França, seguindo-se em 2014 a entrada na Bélgica.

 

"Face às crescentes necessidade deste setor",  em 2017  é criada a Tecavac, mais direcionada para trabalhos de manutenção e assistência, à qual se juntou em 2019 a Tubavac, focada no fabrico de condutas e acessórios de climatização, num ano em que o grupo começou também a realizar obras em Espanha e no Luxemburgo.

 

A maior empresa do grupo, a DFSavac, que contribuiu com 14,8 milhões para uma faturação consolidada de cerca de 21,5 milhões de euros no ano passado, assinou já obras emblemáticas como o World of Wine (WoW), em Gaia, o Edifício Ageas (Icon Community), no Porto, ou o World Trade Center, em Lisboa.

 

Mercados internacionais representam 10% da faturação da DFSavac

 

Décio Ferreira Soares, que lidera um grupo batizado com as iniciais do seu nome, sinaliza, ainda, "uma crescente experiência na área hospitalar, nos últimos anos, estando em curso os trabalhos da expansão do Hospital de Setúbal, a construção da nova unidade de saúde Lusíadas em Paços de Ferreira, bem como a remodelação do serviço de urgência do Bloco Central do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra".

 

Na área hoteleira, destaca-se o inicio dos trabalhos do novo Hotel Moxy, em Lisboa, que terá 218 quartos.

 

Integrando "o top 5 nacional das maiores operadoras do setor", o grupo DFS, que inaugurou no ano passado um novo edifício administrativo em Alfena, concelho de Valongo, "onde atualmente trabalham cerca de 35 pessoas, das quais 20 são quadros superiores)", pretende este ano "aumentar a estrutura produtiva com a aquisição de um novo pavilhão" e avançar com "a renovação gradual da frota automóvel para veículos elétricos/híbridos".

 

A nível internacional, o grupo prevê continuar "posicionado principalmente em Espanha, França e Luxemburgo", mercados que geraram 6% - "na DFSavac representaram 10%" – do volume de negócios registado em 2023, prevendo este ano consolidar uma faturação "acima dos 25 milhões de euros".  

 

Made for Invest para o setor imobiliário e da construção

 

"Este crescimento implica uma política de recrutamento constante, sobretudo na área da engenharia mecânica, onde embora já tenhamos cerca de duas dezenas de profissionais, queremos recrutar e formar jovens talentos", promete Décio Ferreira Soares.

 

"Nesse sentido, temos estado abertos à realização de protocolos de parceria e cooperação com as entidades de ensino superior", sublinha o empresário, cujo grupo que lidera emprega atualmente cerca de 200 pessoas, prevendo "reforçar os quadros até ao final do ano com aproximadamente 30 técnicos especializados em AVAC".

 

Entretanto, para além do setor da climatização, o grupo DFS "tem procurado investir em outros setores de negócio que incrementem valor à sua posição no mercado".

 

Assim, "juntou-se recentemente ao grupo a Made for Invest, direcionada para o setor imobiliário e da construção".

Ucrânia: Volodymyr Zelensky em Bruxelas antes de viajar para Lisboa
27/05/2024 22:33

Montenegro acusa derrotados de estarem "mais ocupados em geringonçar" do que em ser oposição
27/05/2024 22:02

Eleições/Madeira: PS e JPP propõem solução conjunta de governo
27/05/2024 20:26

Mandatado pelo KKR, Mediobanca já detém mais de 16% da Greenvolt
27/05/2024 19:38

Havas faz um Reality Check Back to the Future
27/05/2024 19:14

Pinto Luz: Negociações com a Vinci para aeroporto Luís de Camões começam em breve
27/05/2024 19:05

Apoio extraordinário à renda mantém-se mesmo com alteração do contrato
27/05/2024 18:43

Executivo aprova regime ?semi-automático? para aproveitamento de imoveis devolutos do Estado
27/05/2024 18:33

Governo revoga Contribuição Extraordinária sobre o Alojamento Local e medida que agrava o IMI
27/05/2024 18:16

Governo avança com regime fiscal para PPR europeu
27/05/2024 18:07

Trabalhadores deslocados vão poder aproveitar valor da renda para pagar menos IRS
27/05/2024 18:01

Radares de Lisboa registam mais de 500 mil infrações em dois anos e rendem à câmara 10 milhões
27/05/2024 17:58

Millennium Talks Aveiro
27/05/2024 17:33

Autoridade da Concorrência sem oposição à compra da MGC pela Barraqueiro
27/05/2024 17:25

Especial aniversário sobre IA: Dia 29 de maio, o Negócios é oferecido
27/05/2024 17:02

Energia dá gás à bolsa nacional. BCP trava maiores ganhos
27/05/2024 16:54

Acordo a assinar com Zelensky tem horizonte de dez anos
27/05/2024 16:46

Reforço da pista do Aeroporto do Porto vai custar 50 milhões de euros
27/05/2024 16:39

CGTP quer aumento salarial e desbloqueio da contratação coletiva
27/05/2024 16:02

Grupo português atinge liderança a laser na Eslováquia
27/05/2024 15:37

Ajuda

Pesquisa de títulos

Fale Connosco