ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

México é o principal produtor de fentanil ilegal mas não tem o suficiente para uso médico
13/04/2024 09:13

O México enfrenta uma escassez de fentanil para uso médico, ao mesmo tempo que os cartéis mexicanos produzem toneladas deste narcótico de forma ilícita, revela um relatório do Governo mexicano.

O paradoxo foi relatado num estudo da Comissão Nacional de Saúde Mental e Dependências do México. O estudo não deu uma razão para a escassez do opioide sintético, necessário para anestesia em hospitais, mas afirmou que se tratava de um problema mundial.

A comissão apontou que o fentanil teve de ser importado e que as importações caíram mais de 50% entre 2022 e 2023.

No entanto, os cartéis mexicanos parecem não ter problemas em importar toneladas de precursores químicos e em fabricar o seu próprio fentanil, que contrabandeiam para os Estados Unidos.

O relatório frisou que as apreensões mexicanas de fentanil ilícito aumentaram 1,24 toneladas em 2020 para 1,85 toneladas em 2023.

As autoridades mexicanas registaram um aumento do vício ilícito de fentanil relatado em algumas regiões fronteiriças mexicanas, um problema que o México paradoxalmente atribuiu aos Estados Unidos.

"Apesar das limitações de disponibilidade do fentanil farmacêutico no nosso país, o uso excessivo de opiáceos nas últimas décadas nos Estados Unidos teve repercussões importantes no consumo e na oferta no México", pode ler-se no relatório.

O relatório afirma que os pedidos de tratamento para esta dependência no México aumentaram de 72 casos em 2020 para 430 casos em 2023.

Este parece um número 'minúsculo' em comparação com as estimadas 70.000 mortes anuais por overdose nos Estados Unidos nos últimos anos relacionadas com opiáceos sintéticos.

Mas, na verdade, o Governo mexicano faz muito pouco para oferecer tratamento contra a dependência, pelo que os números provavelmente não refletem a verdadeira dimensão do problema, noticiou a agência Associated Press (AP).

A escassez de medicamentos anestésicos médicos causou alguns problemas reais no México.

Problemas locais com a disponibilidade de morfina e fentanil levaram os anestesiologistas a adquirir os seus próprios suprimentos, carregar os frascos pessoalmente e administrar múltiplas doses de um único frasco para aproveitar o conteúdo.

Em 2022, os anestésicos contaminados por essas práticas causaram um surto de meningite no Estado de Durango, no norte do país, que matou cerca de três dezenas de pessoas, muitas das quais eram mulheres grávidas que receberam epidurais.

Vários norte-americanos morreram devido a um surto semelhante após serem operados em clínicas na cidade fronteiriça mexicana de Matamoros em 2023.

A resposta da administração do Presidente Andrés Manuel López Obrador a estes problemas - falta de fentanil legal e excesso de substâncias ilícitas - tem sido contraditória.

Em 2023, López Obrador propôs brevemente a proibição do fentanil, mesmo para uso médico, mas não mencionou essa ideia recentemente, depois de ter suscitado uma onda de críticas por parte dos médicos.

Entretanto, o Presidente negou veementemente que os cartéis mexicanos produzam a droga, apesar das provas contundentes de que importam precursores químicos da Ásia e realizam os processos químicos para produzir fentanil. López Obrador afirma que estes apenas transformam o medicamento em forma de comprimido.

 

Ucrânia: Volodymyr Zelensky em Bruxelas antes de viajar para Lisboa
27/05/2024 22:33

Montenegro acusa derrotados de estarem "mais ocupados em geringonçar" do que em ser oposição
27/05/2024 22:02

Eleições/Madeira: PS e JPP propõem solução conjunta de governo
27/05/2024 20:26

Mandatado pelo KKR, Mediobanca já detém mais de 16% da Greenvolt
27/05/2024 19:38

Havas faz um Reality Check Back to the Future
27/05/2024 19:14

Pinto Luz: Negociações com a Vinci para aeroporto Luís de Camões começam em breve
27/05/2024 19:05

Apoio extraordinário à renda mantém-se mesmo com alteração do contrato
27/05/2024 18:43

Executivo aprova regime ?semi-automático? para aproveitamento de imoveis devolutos do Estado
27/05/2024 18:33

Governo revoga Contribuição Extraordinária sobre o Alojamento Local e medida que agrava o IMI
27/05/2024 18:16

Governo avança com regime fiscal para PPR europeu
27/05/2024 18:07

Trabalhadores deslocados vão poder aproveitar valor da renda para pagar menos IRS
27/05/2024 18:01

Radares de Lisboa registam mais de 500 mil infrações em dois anos e rendem à câmara 10 milhões
27/05/2024 17:58

Millennium Talks Aveiro
27/05/2024 17:33

Autoridade da Concorrência sem oposição à compra da MGC pela Barraqueiro
27/05/2024 17:25

Especial aniversário sobre IA: Dia 29 de maio, o Negócios é oferecido
27/05/2024 17:02

Energia dá gás à bolsa nacional. BCP trava maiores ganhos
27/05/2024 16:54

Acordo a assinar com Zelensky tem horizonte de dez anos
27/05/2024 16:46

Reforço da pista do Aeroporto do Porto vai custar 50 milhões de euros
27/05/2024 16:39

CGTP quer aumento salarial e desbloqueio da contratação coletiva
27/05/2024 16:02

Grupo português atinge liderança a laser na Eslováquia
27/05/2024 15:37

Ajuda

Pesquisa de títulos

Fale Connosco