ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Regulador dos EUA acusa Binance de ajudar clientes a contornarem "compliance"
28-03-2023 14:55

A Comissão de Negociação de Futuros sobre Matérias-Primas (CFTC), dos EUA, propôs uma ação de execução cível no tribunal do Illinois, acusando três entidades detidas pela Binance, o CEO da plataforma, Changpeng Zhao, e Samuel Lim, um ex-responsável pela "compliance" da empresa, por violação da Lei de Negociação de "Commodities" (na sigla inglesa CEA).

A acusação do regulador versa sobre duas vertentes: uma primeira relacionada com a política de "compliance" alegadamente ineficaz e com a alegada "evasão" de "compliance".

A política de "compliance", muitas vezes traduzida para português como "conformidade" é a forma como uma empresa garante a aplicação de normas emanadas pelo legislador e das decisões proferidas pelos supervisores.

Em segundo lugar, a acusação alega que a Binance oferece a negociação de derivados que deveriam ser registados junto do regulador.

"A queixa acusa a Binance Holdings Limited, a Binance Holdings (IE) Limited e a Binance (Services) Holdings Limited, as quais operam a plataforma centralizada de negociação de ativos digitais Binance, juntamente com vários outros veículos corporativos por meio de uma empresa comum intencionalmente opaca, com Zhao no comando como proprietário e CEO da Binance", escreve a CFTC em comunicado.

"De acordo com a denúncia, a Binance ofereceu e executou transações de derivados de 'commodities' de e para pessoas dos EUA de julho de 2019 até ao momento", refere a nota.

Além disso, o regulador acrecenta que "a Binance instruiu os seus funcionários e clientes a contornar as [normas] de 'compliance' para maximizar os lucros".

A acusação refere ainda que ,"durante grande parte do período, a Binance não exigiu aos clientes que apresentassem informações sobre verificação da sua identidade antes de utilizarem a plataforma, apesar do dever legal", imposto a este tipo de plataformas nos termos da lei norte-americana.

O regulador vai ainda mais longe e afirma que "mesmo depois de a Binance ter pretendido restringir os clientes que negoceiam na sua plataforma nos EUA", chegou a "instruir os clientes - em particular os utilizadores VIP, particularmente valiosos nos EUA - sobre os melhores métodos a aplicar", para contornar o controlo da plataforma, em termos de "compliance".

Além disso, o processo acusa a Binance de ser intermediário no mercado de "swaps", sem estar registada na CFTC.

No que toca a Zhao e Lim, o regulador acusa o CEO da maior "exchange" do mundo e o antigo responsável pela "compliance" da empresa de "evasão" aos requisitos da lei sobre negociação de matérias-primas.

Alegadamente, "os réus realizaram certas atividades fora dos EUA destinadas a evitar a regulação da CFTC, como é o caso da estruturação intencional das suas entidades e transações, de forma a contornar os requisitos relativos ao registo".

O processo acusa ainda os dois executivos de "instruirem os clientes nos EUA, bem como outros clientes, sobre como evitar as medidas de controlo de "compliance" da Binance.

Zhao acusa CFTC de "apresentação incompleta dos factos"
A Binance já reagiu ao comunicado do regulador, acusando a CFTC de "uma apresentação incompleta dos factos".

"Não concordamos com a caracterização de muitas das questões alegadas na queixa", afirmou Zhao, tendo classificado o gesto do regulador como "decepcionante e inesperado".

O CEO da maior plataforma cripto do mundo acrescentou ainda que as equipas de "compliance" da Binance contam com 750 pessoas, muitas cujo o passado está ligado "à aplicação da lei e aos reguladores", tendo ainda recordado que a plataforma já conta com 16 registos junto dos reguladores em todo o mundo.

Em Portugal, o Negócios sabe que o pedido de registo ainda está a decorrer junto do Banco de Portugal.

Montenegro diz que nome de Costa para Conselho Europeu reúne "todas as condições para ser aceite" na
18-06-2024 00:38

Jantar de líderes da UE termina sem acordo após primeira tentativa sobre cargos de topo
17-06-2024 23:25

Governo promete "linhas de ação" até ao fim do ano para assegurar disponibilidade de água
17-06-2024 23:12

Exigência salariais alemãs acima da inflação preocupam BCE
17-06-2024 22:10

Nasdaq e S&P 500 atingem novos máximos. Apple prossegue "rally"
17-06-2024 21:40

Semapa investe 1,2 milhões e compra 0,046% da Navigator
17-06-2024 21:09

Plenário de trabalhadores da Transtejo Soflusa interrompe ligações fluviais quarta-feira à tarde
17-06-2024 20:45

EDP fecha venda à sua maior acionista de 11,6% da CEM Macau por 100 milhões
17-06-2024 19:45

Trabalhadores da bolsa de valores italiana em greve contra a Euronext
17-06-2024 19:34

Socialistas europeus destacam "bom colega" , mas PPE lança dúvidas sobre futuro de Costa
17-06-2024 19:07

Por que motivo tantos estrangeiros escolhem Portugal para investir no mercado imobiliário
17-06-2024 17:40

Afinal repor tempo de serviço dos professores custa mais 169 milhões do que prevê Governo
17-06-2024 17:31

DST Solar ganha construção de cinco centrais solares flutuantes no Alentejo por quatro milhões
17-06-2024 16:56

Aliança de organizações alemã lança campanha para proibir partido de extrema-direita AfD
17-06-2024 15:46

Caso gémeas: "Não estou disponível para servir de bode expiatório", diz Lacerda Sales
17-06-2024 15:28

IMF ? FED manteve taxas de juro inalteradas
17-06-2024 15:00

Turbulência em França? "Estamos atentos ao bom funcionamento dos mercados financeiros", diz Lagarde
17-06-2024 14:40

Construção de parque para empresas chinesas em Oeiras inicia-se este ano
17-06-2024 14:23

Produção global de seguros aumentou 13,6% até março para 3,5 mil milhões
17-06-2024 14:09

Bruxelas quer alta velocidade sustentável entre Porto e Vigo até 2040
17-06-2024 14:07

Ajuda

Pesquisa de títulos

Fale Connosco