Este website utiliza cookies (identificadores de sessão) para ter uma melhor experiência de navegação, utilização e para personalizar o conteúdo e anúncios disponibilizados. Clique aqui para obter mais informação sobre a utilização dos cookies e alterar os parâmetros de gestão de cookies.

Cookies Essenciais

  • Essenciais

  • Analíticos

  • Funcionalidade

  • Remarketing

Cookies Essenciais

São necessárias para otimizar a navegação e aceder a certas áreas e funcionalidades do website (acesso a áreas seguras do website através de um início de sessão). Estes Cookies estão sempre ativados.

Estes Cookies estão sempre Activos

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Alibaba já pode ter cotação principal na bolsa de Hong Kong
09-08-2022 12:09

A cotação principal da Alibaba vai mesmo passar a ser em Hong Kong. A empresa tinha avançado com este pedido no final de julho, com expectativas de que fosse cumprido até ao final do ano, mas o Hong Kong Stock Exchange antecipou-se à gigante chinesa e ofereceu as boas notícias.

Num comunicado da empresa, onde foi tornada pública a decisão desta segunda-feira, a gigante de "e-commerce" chinesa indica que "dada a presença substancial na China e a ligação entre Hong Kong e o principal teatro operacional na China", é esperado "que a cotação principal [em Hong Kong] permita aumentar a base de investidores" e em particular "expandir o acesso à China e outros investidores baseados na Ásia". A Alibaba espera ainda que a efetivação da operação aconteça antes do final de 2022.

Com esta nova entrada em bolsa a empresa liderada por Daniel Zhang, abre caminho a uma inclusão da gigante de "e-commerce" no Stock Connect, uma aplicação através do qual investidores de Hong Kong e da China continental podem investir de forma mais acessível.

Este movimento apenas é possível desde o início do ano, depois de em janeiro o Hong Kong Stock Exchange ter mudado as suas regras para permitir a dupla listagem de empresas chinesas, que operem na área da internet ou em "high-tech". No caso de cotadas com entidades de juros variáveis (VIE na sigla em inglês), como é o caso da Alibaba, a empresa tem de estabelecer uma entidade "offshore" o que vai permitir que as ações da empresa estejam disponíveis para negociação em bolsa.

Saída de Nova Iorque?

A empresa chinesa está também em risco de sair da sua antiga cotação principal, a bolsa de Nova Iorque. Isto depois de o regulador norte-americano ter colocado a empresa na lista de vigilância de possíveis saídas, juntamente com quase 270 empresas chinesas, devido ao incumprimento da legislação no que toca a auditorias.

Esta é uma guerra que se estende a disputas comerciais entre os Estados Unidos e China. Os EUA por um lado têm exigido maior transparência, ao passo que a China tem apertado a regulação destas tecnológicas através de maior supervisão de ofertas públicas (IPO). Um destes exemplos é a Didi, que foi alvo de uma investigação depois de ter iniciado a cotação na bolsa nova iorquina.

No início de julho a Alibaba foi multada em 2,8 mil milhões de dólares, no rescaldo de uma investigação anti monopólio pela Administração Estatal de Regulação do Mercado na China (SAMR na sigla em inglês), naquela que foi a maior multa de sempre a uma tecnológica no país.

Despedimentos em massa

A gigante chinesa, baseada em Hanghzou, despediu quase 10 mil trabalhadores no segundo trimestre do ano. No total, nos primeiros seis meses de 2022, foram despedidos 13.616 trabalhadores. De acordo com a Bloomberg, esta que é uma das maiores empresas de "e-commerce" chinesas, contava no final de junho com 245 mil funcionários.

Já 500 mil pessoas atualizaram dados nas Finanças para receber apoio de 125 euros
27-09-2022 09:38

Trabalhadores com salário mínimo perdem poder de compra
27-09-2022 09:16

87% dos apoios às empresas são sustentados com verbas dos fundos europeus
27-09-2022 08:51

PSI recupera perto de pleno de ganhos
27-09-2022 08:21

Lucros das empresas industriais da China caem 2,1% entre janeiro e agosto
27-09-2022 08:02

Fruta europeia - portuguesa incluída - está "altamente contaminada" com pesticidas
27-09-2022 07:56

5 coisas que precisa de saber para começar o dia
27-09-2022 07:30

O aeroporto em Santarém, a corrupção nas "commodities" e o salário mínimo
27-09-2022 07:01

Lojas pedem regulação de rendas nos shoppings
26-09-2022 22:10

Comissário da Economia insta novo governo italiano a cumprir acordo de Draghi
26-09-2022 21:53

BCE estuda possibilidade de incorporar blockchain nos seus serviços
26-09-2022 21:25

Wall Street "vive West Side Story" e fecha no vermelho. "Yield" da dívida perto dos 4%
26-09-2022 21:21

Cleanwatts anuncia acordo para produzir energia verde em São Tomé e Príncipe
26-09-2022 21:09

Fuga de gás detetada em gasoduto que liga Federação Russa à Europa
26-09-2022 20:50

Providência contra extinção da Fundação Berardo enviada para o Supremo Tribunal Administrativo
26-09-2022 20:03

Angola reduz taxa de juro de referência em 0,5 pontos, para 19,5%
26-09-2022 19:43

Receita fiscal empurra excedente para 2.303 milhões até agosto
26-09-2022 19:37

Apple vai fabricar iPhone 14 na Índia
26-09-2022 18:53

Governo garante pelo menos 125 euros a pensionistas. Apoios começam a ser pagos a 20 de outubro
26-09-2022 18:25

CGD vai continuar com uma posição de capital acima da média da Europa, garante Paulo Macedo
26-09-2022 18:13

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco