Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Governo agrava multas para quem incumprir regras covid mais que uma vez
21-01-2021 19:29

O Governo decidiu agravar o valor das coimas aplicadas a infratores reincidentes das normas impostas pelo estado de emergência. Segundo o comunicado do Conselho de Ministros desta quinta-feira, foi hoje aprovado "o decreto-lei que altera o regime contraordenacional no âmbito da situação de calamidade, contingência e alerta e procede à qualificação contraordenacional dos deveres impostos pelo estado de emergência". 

Entre as medidas aprovadas, consta o "agravamento das coimas em caso de reincidência". A medida é aplicável "a quem cometer uma contraordenação praticada com dolo depois de ter sido notificado pela prática de outra contraordenação por infração à mesma disposição legal". No que toca a valores, "a coima é agravada no seu limite mínimo e máximo em um terço", detalha o comunicado. 

As alterações prevêm ainda que "o pagamento voluntário no momento da verificação da infração da contraordenação pode ser realizado por todos os meios legalmente admitidos como forma de pagamento, devendo ser privilegiados os meios de pagamento eletrónico disponíveis". 

Na semana passada, o primeiro-ministro tinha adiantado que o valor das multas relacionadas com as medidas referentes à pandemia iria duplicar, na sequência do agravamento da crise e do segundo confinamento. As coimas aplicáveis a pessoas singulares oscilam agora entre os 200 e os mil euros. Já as empresas podem sofrer sanções que vão dos dois mil aos vinte mil euros. 

As coimas são aplicáveis em caso de incumprimento de medidas como o uso obrigatório de máscara nos transportes públicos, estabelecimentos comerciais e estabelecimentos de ensino, o cumprimento dos horários em vigor para o comércio e serviços ou o cumprimento das lotações máximas dos espaços definidas pela lei. 

Startup capta 200 milhões e avança na corrida dos táxis aéreos elétricos
06-03-2021 17:00

Portugal regista 26 mortes por covid, o mais baixo número desde outubro
06-03-2021 15:20

Mapa: Quanto vale o metro quadrado das casas no seu concelho
06-03-2021 15:00

Iniciativa Liberal rejeita coligação de Moedas e apresenta Quintas a Lisboa
06-03-2021 14:00

Covid-19: Teste negativo e quarentena obrigatórios para passageiros vindos do Brasil e Reino Unido
06-03-2021 13:49

Novo aeroporto: Governo avança sem concurso e sem lugar a indemnização
06-03-2021 13:10

Novo Banco vende carteira de malparado a fundo norte-americano por 216 milhões
06-03-2021 12:30

Covid-19: Presidente do Moreirense reinfetado quatro meses depois
06-03-2021 12:13

Estádio do Estrela a preço de saldo após ter falido há 12 anos com dívidas de 37 milhões
06-03-2021 11:42

Cavaco alerta para "democracia amordaçada" e aponta "vergonha" com números da pandemia
06-03-2021 11:22

Senado dos EUA retoma aprovação de pacote de estímulos económicos após 12 horas de impasse
06-03-2021 10:24

Estado arrisca pagar indemnização de 10 mil milhões se descartar Montijo
06-03-2021 10:10

Avaliação bancária das casas em janeiro de 2021
06-03-2021 10:00

CEO da Boeing abdica de salário mas recebe 14 milhões em benefícios em 2020
06-03-2021 09:23

Twitter planeia ?botão? para cancelar um ?tweet? logo após publicação
06-03-2021 09:09

Nevões no Texas custaram à EDP dezenas de milhões de dólares
05-03-2021 21:31

Sonae vai reforçar posição na Sonae Sierra para 80% por 82,2 milhões
05-03-2021 21:20

Governo aprova proposta de lei para retirar veto de autarquias a aeroportos
05-03-2021 21:09

Lucros da Flexdeal caem 77% para 204,5 mil euros em 2020
05-03-2021 20:31

Governo espera reabrir turismo em maio
05-03-2021 20:08

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco