Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Extensão das moratórias é medida muito importante, diz Miguel Maya
28/09/2020 19:18

O presidente da Comissão Executiva do BCP, Miguel Maya, sublinhou hoje a importância para a economia e para as empresas da extensão das moratórias de crédito até setembro de 2021.

"É muito, muito importante para a economia, enquanto não há um retomar da economia, que haja capacidade de empresas que são viáveis conseguirem sobreviver a estas adversidades", referiu Miguel Maya, acentuando que o BCP "vê com muito agrado a extensão das moratórias e que estará na "linha da frente".

Falando na V Cimeira do Turismo, que decorre esta tarde em Lisboa, o presidente executivo do BCP afirmou não ter "receio do fim das moratórias", uma vez que o banco não vai esperar pelo fim das moratórias para fazer imparidades.

Do que se trata é de apoiar empresas bem geridas que foram apanhadas pelos efeitos desta pandemia.

Na quinta-feira da semana passada, o Conselho de Ministros decidiu prolongar por mais seis meses, até 30 de setembro de 2021, o prazo das moratórias de crédito às famílias e empresas que terminava em 31 de março.

Desta forma, as empresas inseridas em setores particularmente afetados pela pandemia, nomeadamente as do turismo, cultura, setor social ou comércio e reparação de automóveis, beneficiarão do prolongamento da moratória até 30 de setembro nos exatos moldes definidos até 31 de março, ou seja, continuarão a beneficiar da suspensão do pagamento do capital em dívida e dos juros.

Já para as restantes empresas que, atualmente, estão abrangidas pelas moratórias, o prolongamento dos seis meses (até 30 de setembro de 2021), mantém a suspensão do pagamento de capital, mas não dos juros.

Anteriormente, em declarações aos jornalistas à margem da V Cimeira do Turismo Português, o presidente do BCP lembrou ter defendido "desde o primeiro momento a importância da extensão das moratórias".

"Do que estamos a falar é de uma pandemia, é de empresas muito bem geridas que de um dia para o outro ficaram sem clientes. É nossa obrigação tentar encontrar todos os apoios possíveis para que essa capacidade não se perca", precisou.

Marques Mendes: Recolher obrigatório em Portugal vai ser "inevitável"
25/10/2020 21:32

A reinvenção do trabalho
25/10/2020 21:10

Joacine entre a abstenção e o voto a favor
25/10/2020 21:03

Bloco de Esquerda vota contra Orçamento
25/10/2020 20:40

PS vence eleições nos Açores mas não há certeza de maioria absoluta
25/10/2020 20:10

PAN vai abster-se no Orçamento para 2021
25/10/2020 19:01

Casa Branca admite que EUA não poderão controlar a pandemia
25/10/2020 18:31

Espanha declara estado de emergência e recolher obrigatório
25/10/2020 16:22

Investidores preparam-se para o impacto dos dados das vacinas
25/10/2020 16:00

João Almeida, o miúdo seguro e tranquilo com qualidade de líder
25/10/2020 15:57

No regresso da Fórmula 1 a Portugal, Hamilton vence e torna-se no mais vitorioso de sempre
25/10/2020 15:17

Rendas de apartamentos descem nas cidades mais ricas do mundo
25/10/2020 15:00

Mais 2.577 novos casos e mais 19 óbitos em Portugal
25/10/2020 14:20

Açores/Eleições: Afluência às urnas de 9,16 por cento às 11:00 locais
25/10/2020 13:48

Espanha em estado de emergência obriga a confinamento noturno
25/10/2020 13:06

Itália encerra teatros e cinemas e obriga bares e restaurantes a fechar às 18 horas
25/10/2020 12:43

ADSE não tem pressa na cobrança das regularizações. ?Primeiro quero fechar as tabelas?
25/10/2020 12:00

Seis jornalistas detidos em manifestação em Luanda
25/10/2020 11:34

Bancos preparam-se para ?big bang? em troca de 80 biliões em swaps
25/10/2020 11:00

Dia D para Orçamento do Estado para 2021
25/10/2020 10:54

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco