Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Contabilistas acusam Governo de não respeitar travão para envio de dados ao Fisco
19/07/2019 19:10

A Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC) acusa o Governo de continuar a exigir o envio para o Fisco do ficheiro SAF-T de contabilidade com a totalidade dos dados, prevendo que só sejam encriptados à chegada, ao contrário do que foi aprovado pela Assembleia da República.Em causa está o envio do ficheiro de contabilidade SAF-T, que contém toda a informação contabilística das empresas (como dados sobre clientes, facturação, notas de cobrança, etc), e que vai ter de ser enviado pelas empresas a partir do próximo ano e servirá para o Fisco passar a pré-preencher uma parte significativa da Informação Empresarial Simplificada (IES).
Perante a "dose brutal" de informação que o ficheiro passará a dar ao Fisco, como admitiu a própria diretora-geral da Autoridade Tributária, PCP e direita forçaram mudanças ao "big brother fiscal", como acabou por ficar conhecido.
Essas mudanças foram aprovadas primeiro em comissão e, nesta sexta-feira, 19 de julho, foram confirmadas em votação final global. Assim, no processo de submissão prévia do ficheiro SAF-T "devem ser excluídos, previamente à submissão, os campos de dados do ficheiro normalizado de auditoria tributária" relativo à contabilidade que sejam de "menor importância ou desproporcionalidade".
No entanto, ficaram por definir os dados que devem ser excluídos. Mas, num ofício enviado ao parlamento, a secretaria de Estado dos Assuntos Fiscais apresentou duas opções que preveem a encriptação dessa informação.
Mas para a Ordem dos Contabilistas Certificados os modelos apresentados não chegam. Em comunicado, a bastonária da OCC, Paula Franco, afirma que as opções "mantêm como premissa o envio de toda a informação e posterior encriptação do excesso de dados que não são necessários para preenchimento da IES".
Por isso, afirma, esta proposta parece "não respeitar aquilo que os senhores deputados aprovaram: a exclusão dos dados 'previamente à submissão' e não a posteriori como é defendido".
Contabilistas recusam ser "bode expiatório"
"A proposta aprovada pelos deputados foi no sentido de não ser enviada a totalidade dos dados, de ela ser encriptada antes do envio. Mas a proposta da Autoridade Tributária é que sejam encriptados depois do envio", explica ao Negócios a bastonária da OCC, Paula Franco (na foto)."A lei que foi aprovada diz que só se enviam os dados necessários para o envio da IES. E isso não está a ser respeitado, não usem os contabilistas como bodes expiatórios como forma de justificar para não acatar", acrescenta. Além disso, os contabilistas ficaram "muito surpreendidos", com o facto de, no ofício, a secretaria de Estado justificar as opções em cima da mesa com "as necessidades de informação fiável"."Não podemos deixar de repudiar estas insinuações e lamentar que se ponha em causa o bom nome, trabalho e dedicação dos contabilistas", afirma a Ordem em comunicado.Os contabilistas recordam ainda que é "obrigação da Autoridade Tributária e Aduaneira comunicar à Ordem quais os contabilistas que enviaram a IES sem terem feito qualquer lançamento contabilístico ou que colaboraram na manipulação dos resultados das empresas para que possamos instaurar os devidos procedimentos disciplinares". A Ordem assegura que, até à data, não recebeu qualquer denúncia.

Trump: "As pessoas andam a puxar o autoclismo 15 vezes em vez de uma"
07/12/2019 18:38

Engie reforça em Portugal com aquisição da Ikaros Hemera
07/12/2019 11:57

TAP anda pode entrar em bolsa no final de 2020
07/12/2019 11:20

Centeno com apoios para um segundo mandato à frente do Eurogrupo
07/12/2019 11:09

Estado emprestou dois milhões à Cruz Vermelha para pagar salários
07/12/2019 11:03

Investidores aplaudem dados do emprego nos EUA e catapultam Wall Street
06/12/2019 21:05

JOM mobila Cães de Pedra para atacar no estrangeiro
06/12/2019 18:27

SPD dá nova chance a Merkel e troca exigências por "melhorias"
06/12/2019 17:51

Seguradora Fidelidade começa a operar no Chile
06/12/2019 17:28

David Rosas constrói Casa milionária para a filigrana no Porto
06/12/2019 15:59

Conselheiro de Trump diz que acordo comercial está "perto", mas corre o risco de romper
06/12/2019 15:59

Mercado laboral sólido anima Wall Street
06/12/2019 14:45

EUA criam 266 mil empregos, mais 80 mil do que o esperado
06/12/2019 13:58

Saudi Aramco começa a negociar em bolsa dia 11 de dezembro
06/12/2019 13:44

Leiloeira declara guerra a gestor de insolvência da dona do BES na falência da Prado
06/12/2019 13:16

Portugal em risco de ficar fora do Fundo de Transição Justa da UE
06/12/2019 12:41

Produção industrial alemã teve a maior queda da década em outubro
06/12/2019 12:12

TAP tem novembro com o maior número de passageiros de sempre
06/12/2019 12:12

Crédito Agrícola aumenta lucros para 105 milhões até setembro
06/12/2019 11:49

Preço dos combustíveis vai descer para mínimos de três meses
06/12/2019 11:49

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco