Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

Fale Connosco

BiGTrader24

Activo subjacente: instrumento financeiro com o qual o contrato está relacionado. Os instrumentos mais frequentes são: acções, divisas, índices, obrigações, taxas de juro e matérias-primas.

Arbitragem: Operação que consiste na compra e venda de um mesmo activo financeiro em diferentes mercados, com o objectivo de tirar partido da diferença de preços dos activos entre as duas praças, obtendo lucro numa operação sem risco.

Ask/Offer: Preço oferecido pelo mercado para a compra de qualquer activo financeiro, por parte do investidor.

Bid: Preço oferecido pelo mercado para a venda de qualquer activo financeiro, por parte do investidor.

Broker: Entidade ou indivíduo que actua como intermediário financeiro cobrando uma comissão pelas transacções realizadas.

Bull Market: Período de optimismo no mercado, caracterizado por movimentos ascendentes dos instrumentos financeiros.

Bear Market: Período de pessimismo no mercado, caracterizado por movimentos descendentes dos instrumentos financeiros.

CFD (Contract for Difference): Significa contrato por diferença. É um instrumento derivado cuja liquidação, sempre financeira, é realizada por diferença, entre o preço do activo subjacente no momento de fecho da posição e o preço no momento de abertura da posição, sem que exista posse física do activo subjacente.

Day trading: Prática que consiste na realização de transacções no mesmo dia de negociação, de modo a que, antes do fecho do mercado, todas as posições estejam encerradas.

Foreign Exchange: Mercado de divisas/pares cambiais.

Forex: Abreviatura de Foreign Exchange, termo utilizado habitualmente como referência ao mercado cambial.

Gap: Uma diferença entre dois preços consecutivos de um instrumento financeiro onde não ocorreram negócios. Esta diferença é motivada pela pressão compradora ou vendedora. Verifica-se principalmente após uma interrupção de negociação em mercado, por exemplo de uma sexta-feira para a segunda-feira seguinte.

Saldo da Conta: Saldo actualizado da conta, incluindo as posições abertas. As posições abertas são calculadas com base nos preços dos instrumentos bid ou ask no nível 1 de profundidade do livro de ordens.

Dinheiro: É o balanço contabilístico, considerando apenas as posições fechadas. Só é actualizado quando se realizam movimentos de cash, nomeadamente fecho de posição e cobrança de comissão.

Lucro ou Prejuízo Não-Realizado: Ganhos ou perdas potenciais decorrentes das posições abertas, ou seja, que ainda não foram materializados.

Margem Total: Corresponde à soma da “Margem de Posição Total” e da “Margem Principal Total”, calculado com base nos preços médios (entre bid e ask) dos instrumentos no nível 1 de profundidade do livro de ordens.

Margem de Posição Total: É a margem utilizada pela totalidade das posições abertas.

Margem Principal Total: É a margem utilizada pelas posições com stop loss garantido.

Capital disponível: Montante que está fora de margem e, por conseguinte, disponível para a abertura de novas posições.

Quantidade de Reavaliação da Conta: É semelhante ao “Saldo da Conta”. Difere por ser calculado com base nos preços médios (entre bid e ask) dos instrumentos no nível 1 de profundidade do livro de ordens.

Limit order: Ordem pendente com um limite de preço. A ordem será efectuada ao preço especificado ou, caso não exista quantidade disponível para execução total da ordem no nível 1 do cofre de profundidade, ao preço do primeiro nível do cofre que satisfizer a quantidade total da ordem.

Long position (Posição longa): Tomada de posição no mercado através da compra de instrumentos financeiros. A posição longa é aplicada pelos investidores que esperam uma subida dos preços.

Short position (Posição curta): Tomada de posição no mercado através da venda de activos financeiros. A posição curta é utilizada pelos investidores que esperam uma descida dos preços.

Margin (Margem): Depósito de garantia; montante que fica cativo para manter determinada posição aberta.

Margin call (Pedido de depósito): Necessidade de fundos adicionais para cobrir posições.

Market order: Ordem ao melhor preço de mercado. A ordem será efectuada ao preço do primeiro nível do cofre que satisfizer a quantidade total da ordem.

OTC Market (Over-the-Counter Market): Mercado não-regulamentado de instrumentos financeiros, onde as transacções ocorrem directamente entre as duas partes. Também conhecido como mercado de balcão.

Pip: Medida de referência para o preço de um par cambial (FX). Para a maior parte dos pares cambais, o pip corresponde à quarta casa decimal, excepto os pares em que uma das divisas é o JPY.

Rollover: Consiste na renovação/prolongamento de uma posição num instrumento com data de vencimento. Para activar a opção de rollover automático, o investidor deverá configurar as “Definições de Ordem”. Para efectuar o rollover manual, o investidor poderá fechar a posição num contrato com maturidade prestes a terminar, ou esperar pela sua liquidação efectiva, e reabrir uma posição do mesmo sentido num contrato com uma maturidade posterior.

Short-selling: Traduz-se na venda de determinada quantidade de um instrumento financeiro que não é detido pelo investidor. Assim sendo, o activo vendido é tomado por empréstimo pelo investidor. A sua intenção é a compra do mesmo a um preço inferior.

Spread: Diferença entre os preços de compra (Bid) e de venda (Ask/Offer).

Stop Loss order: Ordem pendente que se destina geralmente a fechar uma posição em perda, a um determinado preço definido pelo investidor. Com esta ordem, um investidor, com uma posição já em terreno positivo, pode também trancar ganhos.

Take Profit: Ordem pendente que se destina geralmente a fechar uma posição ganhadora, a um determinado preço estipulado pelo investidor. Com esta ordem, um investidor, com uma posição já em terreno negativo, pode também encaixar perdas .

Tick: Variação mínima do preço. Aplica-se geralmente à negociação de Futuros.

Trailing stop order: Ordem stop loss dinâmica que acompanha o preço de mercado de determinado activo, com o objectivo de trancar ganhos potenciais.

Stop loss garantido: Ordem stop que garante o fecho de uma posição ao preço especificado, independentemente da volatilidade de mercado e de gaps, mediante o pagamento de um prémio. O stop loss garantido só pode ser colocado durante as horas de negociação e a uma determinada distância do preço de mercado. Este tipo de ordem não está disponível em todos os instrumentos. Caso o stop loss garantido não seja utilizado, a totalidade do prémio pago é devolvido ao investidor.

Produtos de Investimento de Retalho e de Produtos de Investimento com base em seguros (PRIIPs).

  • Produtor do PRIIP – CMC Markets UK PLC

  • Comercializador do PRIIP – Banco de Investimento Global, S.A

  • Entidade responsável pela Publicidade - Banco de Investimento Global, S.A

  • Este produto não é simples e a sua compreensão poderá ser difícil.

  • Pode implicar a perda súbita da totalidade do capital investido

O produto apresenta um risco substancial de liquidez no caso de transação em mercado de balcão.

O risco pode variar significativamente em caso de venda antecipada, podendo ser recebido um valor inferior.

Para mais informações sobre o Perfil de Risco e de Remuneração do PRIIP, consulte por favor Documento de Informação Fundamental (DIF), disponível em BiG.pt e nas páginas dos produtos da Entidade Emitente.

ADVERTÊNCIAS DE RISCO ESPECÍFICAS AO INVESTIDOR

  • Os CFD são instrumentos complexos e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem.

  • 65.44% das contas de investidores de retalho perdem dinheiro quando negoceiam CFD com este fornecedor.

  • Deve considerar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro.

Pesquisa de títulos