Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Trabalhadores da Amazon conseguem mudança nos processos para combater alterações climáticas
19-09-2019 19:38

O CEO da Amazon, Jezz Bezos, anunciou um plano para combater as alterações climáticas, depois de milhares de trabalhadores o terem exigido. O primeiro passo é a utilização de veículos elétricos nas entregas, mas o compromisso é o de usar energias renováveis para 80% das necessidades nos próximos cinco anos.
Bezos anunciou que a nova meta da Amazon é alcançar os objetivos do acordo de Paris dez anos antes da data planeada – um plano que responde ao título "Pacto do Clima". Em 2040, o CEO da retalhista espera conseguir operar com zero emissões mas antes, já em 2024, espera que as energias limpas suportem 80% das operações – sendo que o nível atual é de 40%.
A ação mais imediata avançada pela gigante foi a compra de 100.000 carrinhas elétricas para a cadeia de distribuição. Estas começarão a circular em 2021 e em 2024 toda a frota deverá estar nas estradas. Os veículos serão comprados à marca Rivian, empresa na qual a Amazon investiu 700 milhões de dólares no início do ano.
A partir de agora, a empresa vai passar a medir e a reportar com regularidade as emissões que liberta para a atmosfera. Para além destas medidas, Bezos admite que vai ser necessária uma revisão da estratégia de negócio.
"Queremos usar a nossa escala para liderar a mudança" disse Jezz Bezos, apesar de reconhecer o desafio como "difícil" tendo em conta a dimensão da infraestrutura física da empresa. O pacto vem acompanhado de um apelo para que outras empresas sigam o exemplo e estabeleçam como meta o corte das emissões poluentes até 2040.O pacto avançou depois de milhares de funcionários da Amazon terem enviado uma proposta, por ocasião da reunião dos administradores em maio, a pedir que a empresa delineasse um plano extensivo para reduzir a pegada ecológica. 

Natixis injeta juristas e financeiros no centro tecnológico do Porto
17-02-2020 15:17

Centeno espera que coronavírus tenha "efeito temporário"
17-02-2020 14:27

CEO dos CTT critica declarações "injustas" da Anacom sobre foco na qualidade dos serviços
17-02-2020 14:17

Mercadona "pica" supermercado em Viana do Castelo
17-02-2020 13:41

Ironman procura novo dono por mil milhões
17-02-2020 13:22

OMC antecipa mau arranque do comércio mundial em 2020. Covid-19 pode ter impacto
17-02-2020 13:05

Mota-Engil ganha contrato para projeto hidroelétrico de 270 milhões na Colômbia
17-02-2020 13:05

Gigante dos portos do Dubai vai sair de bolsa
17-02-2020 12:28

Têxteis montam feira no aeroporto para tentar descolar nas exportações
17-02-2020 11:55

IMF ? Franco suíço atinge máximos de 2015 face ao euro, com aumento da aversão ao risco
17-02-2020 11:40

Fesap: Governo quer discutir férias, aumentos e subsídio de refeição até 2021
17-02-2020 11:40

Reino Unido investe 1,4 mil milhões em supercomputador para monitorizar o clima
17-02-2020 11:29

Novo caso suspeito de coronavírus em Portugal. Mulher chinesa internada em Lisboa
17-02-2020 10:30

Casinos em Macau vão reabrir após fecho por causa do vírus
17-02-2020 10:27

Motoristas de TVDE já superam taxistas em Lisboa e Porto
17-02-2020 10:27

PSI-20 guina para o verde com BCP e papeleiras ao volante
17-02-2020 08:09

A reunião do Eurogrupo e outras 4 coisas que precisa de saber para começar o dia
17-02-2020 07:30

Já morreram 1.765 pessoas devido ao cornavírus
17-02-2020 01:11

Economia japonesa com maior contração em cinco anos. Fantasma de recessão ressurge.
17-02-2020 00:32

Marques Mendes: Costa já está na fase descendente
16-02-2020 21:38

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco