Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

SEMAPA (SEMA)

Exportar para Excel

Navigator afunda 7% após resultados desapontantes. Mas há um "lado positivo" 12-02-2020 10:57:00

A papeleira Navigator lidera as perdas na bolsa lisboeta, nesta que é a primeira sessão desde a apresentação do balanço de 2019. O ano passado terminou com um saldo mais negativo do que aquele que era previsto pelos analistas, mas estes dizem que nem tudo são más notícias.
O valor dos títulos da Navigator já desceu 7,35% para os 3,15 euros, um mínimo de outubro de 2019, isto é, de quatro meses. Desde o início do ano, a desvalorização acumulada é de 7,96%.
A "forte queda dos preços da pasta e a redução da procura de pasta e de papel" condicionou a atividade da Navigator em 2019, justificou a empresa, no dia de revelar as contas. A papeleira alcançou um resultado líquido de 168,3 milhões de euros em 2019, face a 225,1 milhões de euros em 2018, o que corresponde a uma queda de 25,2%. Os analistas apontavam para resultados líquidos de 188,8 milhões de euros, de acordo com os dados da Bloomberg. Já as receitas estagnaram (-0,2% para 1.687,9 milhões de euros) e o EBITDA caiu 18,3% para 372,1 milhões de euros.
"Pelo lado positivo, a empresa apresentou perspetivas reconfortantes para 2020 ao mesmo tempo que anunciou um plano de redução nos custos fixos e variáveis", ressalvam os analistas do CaixaBank BPI, numa nota dirigida aos investidores.
Apesar dos números desapontantes, a empresa anunciou "um novo plano de otimização de custos e de eficiência operacional", a implementar em 2020 e 2021, que levará à "redução adicional e expressiva dos custos do grupo". Paralelamente, espera que "as condições de mercado evoluam de forma positiva ao longo do ano, e que se verifique uma ligeira melhoria nas taxas de utilização de capacidade da indústria". 
Esta quarta-feira foram emitidas três notas de investimento sobre a empresa, de acordo com os dados da Bloomberg, nas quais nenhuma das casas decidiu fazer alterações, nem na recomendação, nem no preço-alvo. Caixa Banco de Investimento, BBVA e JB Capital Markets são unânimes na recomendação de compra, com os preços-alvo apontados para os 3,95 euros, 4 euros e 4,20 euros, respetivamente. A média dos preços-alvo atribuídos à cotada está nos 4,15 euros e são cinco as recomendações de compra, duas para "manter" e uma para "vender".
Além da Navigator, as restantes representantes do setor do papel na bolsa nacional são assoladas por um sentimento negativo e completam o pódio das perdas. A Semapa cede 2,98% para os 12,38 euros e a Altri desce 2,43% para os 5,615 euros.

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco