Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

PHAROL, SGPS, SA (PHR)

Exportar para Excel

PHAROL, SGPS, SA (PHR)

Euronext Lisboa
0

Eventos

Este título poderá ter eventos relevantes de análise técnica associados. Para saber mais sobre a ferramenta BiG Análise Técnica, por favor clique aqui.

0,1024 EUR -0,39% ()
20-10-2019 16:35:00

Pesquisa de novo título

Volume 1.818.038
VAR (dia) -0,39%
P abertura 0,1038
P Máximo 0,104
P Fecho 0,1024
P Mínimo 0,1016
VAR (out) -8,24%
VAR (2019) -37,25%

Gráfico não disponível

Gráfico não disponível

Descrição

A Pharol emerge como a mera redenominação da anterior PT SGPS, procurando esbater as diferenças estruturais, do ponto de vista da nomenclatura, que se verificavam entre a PT SGPS (holding que detém a participação na Brasileira Oi) e a PT Portugal – cuja venda de activos já foi concluída aos franceses da Altice. A emergência de duas entidades totalmente distintas (PT SGPS redenominada Pharol e PT Portugal) resulta do espetacular fracasso do projecto de fusão entre a PT-Oi (anunciado em Outubro de 2013) e que gerou em determinados momentos alguma confusão no mercado, pelo que a criação da Pharol surge precisamente para debelar esse tipo de fricções. O nome Pharol resulta, curiosamente, de um estudo de mercado que a Oi (na época então liderada por Zeinal Bava) tinha encomendado para escolher uma nova marca para a CorpCo, empresa que deveria ter nascido no âmbito da fusão entre a PT e a Oi, mas cuja nomenclatura foi, entretanto, adoptada pela PT SGPS uma vez consumada a separação da PT Portugal. Após a assinatura do novo acordo entre a anterior PT SGPS e a brasileira Oi relativamente aos actuais termos da fusão e após a execução da permuta em 30 de Março de 2015, no momento vigente a Pharol ostenta como principal activo o investimento de 27,5% (participação directa e indirecta na Oi), detendo, para além de uma posição de caixa e equivalentes próxima de EUR 105 mn, ainda os instrumentos de dívida sobre a Rio Forte e a opção de compra sobre 47.434.872 acções ON e 94.869.744 acções PN da Oi – o que permitiria à Pharol o reforço da sua participação na Oi para os anteriores 37,4% do respectivo capital. Adicionalmente, refira-se que a Pharol é liderada por Luís Palha da Silva, subtituindo João Mello Franco no cargo, tendo sido alterada igualmente a sede da empresa para as Amoreiras em Lisboa.

Site: www.ptsgps.pt/pt-pt

Empresas do Sector (Telecomunicações)

Título Quant. Mda Preço Hora Var. P.Mínimo P.Máximo P.Fecho
11.167.417 USD 38,49 21:00:06 1,80% 37,79 38,5498 38,49 info
1.043.507 USD 10,57 20:59:59 1,34% 10,51 10,63 10,57 info
10.141.910 EUR 15,932 16:35:08 0,57% 15,774 15,932 15,932 info
420.844 EUR 5,255 16:35:20 -1,41% 5,25 5,36 5,255 info
5.922.770 EUR 14,925 16:37:22 0,37% 14,84 14,93 14,925 info
865.693 EUR 27,06 16:35:18 -0,48% 26,85 27,15 27,06 info
1.874 EUR 2,37 16:35:27 0,42% 2,30 2,37 2,37 info
1.482.062 EUR 7,054 16:29:45 -0,23% 6,999 7,072 7,054 info
3.960.609 USD 61,09 21:00:30 1,13% 60,32 61,295 61,09 info

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco