Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.
Produto Financeiro Complexo

TURBOS ILIMITADOS

Encontre as respostas às perguntas mais frequentes sobre Turbos Ilimitados.

São diversos os sites que disponibilizam informação sobre Turbo Warrants Ilimitados, quer nacionais quer estrangeiros. Segue alguns exemplos
Portais genéricos: https://www.euronext.com/pt-pt/warrants-certificates/issuers
Portais de emitentes:
Commerzbank: https://www.warrants.commerzbank.pt

Activo financeiro sobre o qual é emitido o Turbo Warrant Ilimitado. Os subjacentes mais comuns são acções, índices de acções, taxas de juro, divisas e commodities.

Não. Não é necessário a abertura de uma conta específica para negociação de Turbo Warrants Ilimitados nem ter conta margem activada.

Consultar o Preçário

1 unidade.

O emitente (ou market maker) está presente no mercado como uma garantia de liquidez para os instrumentos que disponibiliza. Ao garantir essa liquidez (preços de compra/venda), o emitente assume o risco de mercado. Para garantir a liquidez, o emitente coloca quantidades disponíveis para compra/venda (bid/ask), com um determinado spread de diferença. As quantidades e o spread podem variar consoante o risco e a liquidez inerente ao activo subjacente.

Sim. A generalidade da oferta de Turbos Ilimitados é denominada em Euro podendo, em alguns casos, existir risco cambial no Turbos Ilimitado negociado. Na descrição de cada Turbo Warrant Ilimitado encontrará referência à existência/não de risco cambial.

O Emitente transfere, geralmente, o montante integral de dividendos recebidos para os investidores de cada Turbo ilimitado SL. Isto significa que no Turbo ilimitado SL sobre acções, o preço de exercício e a barreira são ajustados para baixo pelo montante dos dividendos recebidos.

Ao contrário de um Turbo ilimitado SL, num Turbo ilimitado Smart a barreira só é activada no fecho da sessão de negociação do activo subjacente na sua bolsa de referência.

Caso a barreira num Turbo ilimitado Smart seja atingida durante o horário de negociação e o activo subjacente voltar novamente a subir (no caso de Turbo ilimitado Smart Call), ou descer (no caso de Turbo ilimitado Smart Put), situando-se, no fecho da sessão, acima (Turbo ilimitado Smart Call) ou abaixo (Turbo ilimitado Smart Put) da barreira de knock out, o produto não sofrerá um knock-out. Se, no entanto, durante o horário de negociação o preço de exercício for atingido ou ultrapassado, o Turbo ilimitado Smart expira imediatamente com perda total do capital investido.

O preço de exercício de um Turbo ilimitado SL corresponde ao nível de financiamento do produto. O investidor participa na totalidade da evolução do activo subjacente, apesar de não ter despendido a totalidade do montante de capital necessário. Daqui nasce o efeito de alavancagem de um Turbo. Os custos de financiamento que surgem no emitente, são contabilizados através do ajustamento do preço de exercício.

Para que, com o decorrer do tempo, o preço de exercício não ultrapasse a barreira, e para que se mantenha uma distância apropriada entre a barreira e o preço de exercício, a barreira é sempre ajustada no primeiro dia de negociação de cada mês.

Um evento knock-out pode ocorrer durante o horário oficial de negociação do correspondente activo subjacente na bolsa relevante. Na maioria dos casos, trata-se da bolsa de origem do activo subjacente. Em determinadas circunstâncias, um evento knock-out pode ocorrer em alturas em que o produto em si não pode ser transaccionado.

Este é, por exemplo, o caso em produtos sobre divisas, metais preciosos ou títulos asiáticos.

O preço de um Turbo ilimitado SL Call, corresponde à diferença entre o preço de mercado actual do activo subjacente e o preço de exercício do produto, multiplicado pelo rácio de conversão. No Turbo ilimitado SL Put, o preço actual do activo subjacente é subtraído ao preço de exercício e o resultado é multiplicado pelo rácio de conversão. Nos produtos com activos subjacentes em moeda estrangeira deve ter-se em consideração a respectiva taxa de câmbio quando o produto é negociado em euros.

É de salientar que a determinação de preços pelo Emitente é efectuada continuamente por referência ao respectivo activo subjacente, que considera, além da cotação actual visível em mercado, também a sua profundidade. Pode, por isso, existir pequenas diferenças entre a melhor cotação do activo subjacente e a referência utilizada pelo emitente.

No caso dos Turbo ilimitado SL, depois de atingida a barreira, o emitente tem que liquidar as respectivas posições de cobertura. O montante de reembolso residual do Turbo ilimitado SL, após a ocorrência de um evento knock-out consiste, assim, na diferença entre o preço de exercício e o resultado da liquidação das posições de cobertura.

Este montante não corresponde obrigatoriamente à diferença entre o preço de exercício e a barreira. Em casos de movimentações extremas nas cotações, por exemplo, na abertura do mercado, o montante de reembolso residual poderá até ser nulo. No entanto, isto só ocorrerá, se, no caso de Turbo ilimitado SL Call, o preço do activo subjacente descer bruscamente abaixo do preço de exercício do Turbo ilimitado SL ou, no caso de Turbo ilimitado SL Put, o preço do activo subjacente subir repentinamente acima do preço de exercício.

Sempre que uma determinada transacção seja realizada a um preço que apresente um desvio relativamente ao preço de referência, o emitente, por intermédio do BiG, poderá comunicar a anulação da transacção realizada. Considera-se como um preço de referência, o preço do título calculado através de métodos de valorização geralmente usados nos respectivos mercados de derivados. Para mais detalhes, sugerimos a consulta das Condições Gerais aplicáveis à negociação do produto.

Pesquisa Warrants Pesquisa Factor Certificates

Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las.

ADVERTÊNCIAS ESPECÍFICAS AO INVESTIDOR

  • Pode implicar a perda súbita da totalidade do capital investido
  • Pode proporcionar rendimento nulo ou negativo
  • Pode ser reembolsado antecipadamente, por opção do emitente
  • Pode ser reembolsado antecipadamente, por verificação de condição de reembolso antecipado
  • Está sujeito ao risco de crédito dos emitentes
  • Está sujeito a potenciais conflitos de interesses na actuação do agente de cálculo
  • Implica que sejam suportados custos, comissões ou encargos
  • Implica ou pode vir a implicar que o investidor suporte custos de cobertura de risco do emitente ou outros
  • Não é equivalente à aquisição ou transacção inicial dos activos subjacentes

Pesquisa de títulos