Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

EUA processam magnata dos casinos Steve Wynn por atuar ao serviço do governo chinês
18/05/2022 06:45



Steve Wynn realizou um trabalho de pressão e influência, a pedido do governo chinês, durante o governo de Donald Trump, noticia a agência Associated Press (AP).

A justiça norte-americana referiu que aconselhou Steve Wynn repetidamente, nos últimos quatro anos, a registar-se sob a Lei de Registo de Agentes Estrangeiros (FARA) e que está agora a processar o empresário depois deste se ter recusado a fazê-lo.

Embora o Departamento de Justiça tenha intensificado os esforços para processar criminalmente pessoas que não se registam como agentes estrangeiros, as autoridades descreveram este caso como o primeiro processo deste género em mais de três décadas.

"Quando um governo estrangeiro usa um norte-americano como seu agente para influenciar decisões políticas nos Estados Unidos, a FARA dá ao povo americano o direito de saber", referiu o procurador-geral assistente Matthew Olsen, chefe da Divisão de Segurança Nacional do departamento, em comunicado.

Os advogados de Steve Wynn garantiram que vão recorrer contra este processo.

"Steve Wynn nunca atuou como agente do governo chinês e não tinha obrigação de se registar sob a Lei de Registo de Agentes Estrangeiros", salientaram, em comunicado, os advogados Reid Weingarten e Brian Heberlig.

A acusação alega que Steve Wynn, que deixou a sua empresa, Wynn Resorts, em 2018, depois que várias mulheres o acusaram de má conduta sexual, pressionou o então Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e membros do seu governo, durante vários meses em 2017, para retirar dos Estados Unidos um cidadão chinês que tinha sido acusado de corrupção na China e estava à procura de asilo político nos Estados Unidos.

Os esforços para retirar aquele cidadão chinês dos EUA não tiveram sucesso.

A justiça norte-americana refere que o trabalho de 'lobby' foi realizado em nome de altos funcionários do governo chinês, incluindo Sin Lijun, o então vice-ministro do Ministério da Segurança Pública, e incluiu conversas durante o jantar com Trump e por telefone.

Steve Wynn teria ainda como motivação proteger os seus interesses comerciais na China, adianta também a acusação.

Na altura, a sua empresa possuía e operava casinos no território chinês de Macau.

O governo de Macau restringiu o número de mesas e máquinas de jogo que podiam ser operadas no casino de Wynn e este pretendia renegociar as licenças para operar casinos em 2019, refere ainda a justiça norte-americana.

A FARA, promulgada em 1938 para desmascarar a propaganda nazi nos Estados Unidos, exige que as pessoas divulguem ao Departamento de Justiça quando defendem, fazem 'lobby' ou realizam trabalhos de relações públicas nos EUA em nome de um governo estrangeiro ou entidade política.

A acusação alega que Wynn foi atraído para o esforço de 'lobby' por Elliott Broidy, um conhecido angariador de fundos para Donald Trump e o Partido Republicano, que se declarou culpado em 2020 de uma campanha de 'lobby' ilícita com o objetivo de fazer com que o governo Trump abandonasse uma investigação aos desvios multimilionários de um fundo de investimento estatal da Malásia.

Elliott Broidy assumiu também que fez um esforço secreto de 'lobby' para providenciar o regresso de um dissidente chinês que vivia nos EUA.

 

Governo deve fazer revisão urgente do Plano Nacional da Água
01/07/2022 14:16

Táxis e autocarros vão ter novo apoio aos combustíveis de 17,4 milhões até 30 de setembro
01/07/2022 12:54

Despesas com saúde registam aumento recorde de 12,2% em 2021
01/07/2022 12:37

Água da torneira não custa o mesmo para todos. Diferenças podem superar 600 euros/ano
01/07/2022 12:09

Produção industrial aumentou 4,7% em maio face a 2021, excluindo a energia
01/07/2022 12:03

Associações criticam taxa de take-away em vigor a partir desta sexta-feira
01/07/2022 11:47

Família de Eduardo dos Santos pede privacidade
01/07/2022 11:34

Dívida pública volta a atingir novo recorde. Chegou aos 280,4 mil milhões em maio
01/07/2022 11:16

Presidente da FLAD vê mais investimento dos EUA a vir para Portugal
01/07/2022 11:07

Operação Marquês: Sócrates sujeito a apresentações quinzenais na esquadra
01/07/2022 10:25

Inflação na Zona Euro bate os 8,6% em junho, mais meio ponto percentual que em maio
01/07/2022 10:08

Segurança Social recebe 3.300 queixas por ano desde 2019
01/07/2022 10:01

Fisco realizou 22.098 ações de verificação e 23% visaram particulares
01/07/2022 09:23

União Europeia avança com regulamentação sobre transações de moedas digitais
01/07/2022 09:21

Governo retira 28,2 cêntimos ao gasóleo e 32,1 cêntimos à gasolina até agosto
01/07/2022 09:05

Lisboa com terceira perda diária consecutiva. REN lidera as quedas
01/07/2022 08:24

5 coisas que precisa de saber para começar o dia
01/07/2022 07:30

Mayday, um desastre na governação
01/07/2022 07:01

Regulador financeiro dos EUA reclama 1,7 mil milhões de dólares a fundo de moedas digitais
01/07/2022 01:39

Paulo Fernandes investe 1,18 milhões em direitos de subscrição para aumento de capital da Greenvolt
01/07/2022 01:22

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco