Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

João Miranda deixa liderança da Frulact à chegada ao pódio mundial
14/06/2021 20:05

Nascida em 1987 ao fundo da quinta da moradia da família Miranda, em Lavra, Matosinhos, a Frulact tornou-se uma multinacional com uma dezena de fábricas em três continentes, tendo sido vendida há um ano e meio à francesa Ardian, que manteve João Miranda na liderança do grupo, com o empresário a passar de CEO para o cargo de chairman.

 

Agora, "após 35 anos ligado à Frulact, João Miranda deixa o cargo de chairman da empresa", acaba de anunciar o grupo sediado na Maia, em comunicado enviado às redações, esta segunda-feira, 14 de junho.  

 

"Depois deste longo e entusiasmante percurso desde a fundação da Frulact, em 1987, retiro-me com o sentimento de dever cumprido, e com um orgulho enorme, por sentirmos, enquanto acionistas, que deixamos este projeto num patamar de excelência e de reconhecimento a nível mundial, que só o poderá fazer continuar a voar", afirma João Miranda.

 

"Hoje, a Frulact é uma empresa internacional, de origem portuguesa, inovadora e com ambição. Exemplo dessa ambição é a recente aquisição do negócio de preparação de fruta da norte-americana Internacional Flavors & Fragances Group (IFF), concretizada há menos de um mês. Uma operação que vai acelerar o crescimento e a criação de valor do grupo Frulact", enfatiza o mesmo empresário.

 

"Passarei agora a ter mais tempo e disponibilidade para acompanhar a minha família e estar mais perto dos meus amigos, e continuarei a vibrar com as futuras conquistas do grupo", promete João Miranda, de 56 anos, que diz sair da liderança da Frulact "com a certeza" de que os trabalhadores do grupo "vão continuar a trabalhar para garantir um futuro brilhante à empresa", e que a Ardian reconhecerá "o mérito" daqueles "e honrará o legado da família Miranda".

 

"Agradecemos profundamente o trabalho notável de criação, desenvolvimento e consolidação que João Miranda desenvolveu ao longo dos últimos 35 anos na Frulact. Vamos continuar a trabalhar com uma equipa de excelência numa estratégia de crescimento sustentável que consolide a Frulact como uma referência no setor respeitando o legado dos seus fundadores", sublinha, por seu lado, Gonzalo Fernandez, "magaging director" da Ardian Espanha e conselheiro da Ardian França.

 

Há cerca de um mês, meio ano depois de ter adquirido a totalidade da carteira de clientes à norte-americana Sensient Technologies Corporation, a Frulact adquiriu o negócio de preparação de fruta da também norte-americana Flavors & Fragances Group (IFF).

 

Com esta operação, a Frulact juntou unidades produtivas na Alemanha e Suíça às fábricas que detém em Portugal, França, Marrocos, África do Sul e Canadá.

 

O grupo Frulact, que tinha fechado 2019 com vendas de 115 milhões de euros, chegou aos 120 milhões de euros no ano passado.

 

"Com esta aquisição, chegará a um volume de negócios de 200 milhões de euros e um total de 900 colaboradores com uma presença em três continentes. A capacidade produtiva do grupo irá aumentar 35% e o número de colaboradores vai crescer 25%", afirmou Gonzalo Fernandez ao Negócios.

 

De resto, esta compra "vai permitir ao grupo Frulact dar mais um passo na sua ambição de se tornar líder mundial nas soluções de ingredientes naturais. Com esta expansão, a Frulact será uma das três maiores empresas do mundo neste segmento de negócio", garantiu ao Negócios o mesmo gestor da Ardian, o mega fundo que também controla em Portugal a rede de autoestradas Ascendi.

PCP faz depender estabilidade política do combate à precariedade laboral
27/07/2021 22:33

BE quer contratação de equipas de saúde pública e reitera prioridades para o Orçamento
27/07/2021 22:31

Acesso a vacinas cria rutura na recuperação económica
27/07/2021 21:42

Líder do CDS-PP defende que deve ser julgado pelo resultado nas autárquicas
27/07/2021 21:17

Covid-19: Mais de metade da população com vacinação completa
27/07/2021 20:41

Novo Banco: Fernando Anastácio não se revê no relatório final e renuncia à função de relator
27/07/2021 19:56

Marta Temido deixa antever fim de distinção entre concelhos nas restrições
27/07/2021 19:15

Supertaça entre Sporting e Sp. Braga vai ter público: saiba as condições de acesso
27/07/2021 18:50

Covid-19: Governo disponibiliza 6 milhões para escolas comprarem máscaras
27/07/2021 18:36

Yunit Consulting tem nova Diretora de Marketing e Parcerias
27/07/2021 17:58

Covid-19: Costa afirma que Governo está a reunir o máximo de informação antes de decidir próximos pa
27/07/2021 17:51

Impostos encareceram gasóleo em 19 cêntimos face a Espanha, diz ERSE
27/07/2021 17:46

ERSE: Gasolina simples com 7.º aumento consecutivo em junho. Mas peso das margens desceu
27/07/2021 17:42

ASAE instaura sete processos em fiscalização a alojamento local
27/07/2021 17:37

Vista Alegre reduz perdas e aumenta receitas em 16,5% no primeiro semestre
27/07/2021 17:24

EDP Renováveis assegura contrato de venda de energia por 25 anos nos EUA
27/07/2021 17:12

Novo Banco: Relatório final da comissão de inquérito aprovado com voto contra do PS
27/07/2021 16:59

PSI-20 lidera quedas na Europa com tombo de quase 5% do BCP
27/07/2021 16:47

Évora vai ter produção de hidrogénio verde com tecnologia portuguesa pioneira
27/07/2021 16:08

FMI mantém previsão de crescimento mundial em 6% para este ano, mas com maior desigualdade
27/07/2021 15:50

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco