Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Rendas de apartamentos descem nas cidades mais ricas do mundo
25-10-2020 15:00

Estudantes internacionais que normalmente aumentam a procura estão presos em casa, e arrendatários jovens - o grupo mais dinâmico no mercado imobiliário - veem menos motivos para pagar um prémio para viver no que, por enquanto, não é mais o centro de tudo.

"As pessoas são loucas se não estiverem a negociar uma renda mais baixa agora", disse Tim Lawless, diretor de research para a Ásia-Pacífico da CoreLogic.

Com muitas empresas a funcionarem em teletrabalho, de bancos a tecnológicas, e com o encerramento de lojas e bares que tornavam a vida numa cidade mais divertida, a equação sobre onde morar está a mudar. E também o equilíbrio de poder entre proprietários e inquilinos.

Christine Chung, de 26 anos, aproveita a oportunidade. Acabou de negociar uma redução de 9% na renda da casa que divide com outras três pessoas no bairro da moda Enmore, em Sydney, a cerca de 10 quilómetros do centro da cidade. Não foi fácil – a imobiliária passou a maior parte das cinco semanas a evitar as suas chamadas -, até que o proprietário concordou em reduzir a renda de 895 dólares australianos (cerca de 638 dólares) por semana para 810 dólares australianos. As rendas são normalmente definidas em termos semanais na Austrália.

"Vou exigir outra redução da renda no final do contrato", disse Chung. "O mercado mudou".

Já nos distritos mais verdes fora das cidades, a história é diferente. Profissionais bem-sucedidos que apostam que nunca mais vão precisar de estar no escritório a tempo integral estão dispostos a trocar um trajeto mais longo por mais espaço e jardins maiores. Os preços aí estão a subir, apesar da perspetiva de recessão global.

Nova Iorque

No Condado de Westchester - uma região a norte de Nova Iorque com mais de 8 mil hectares de parques -, os preços de compra para residências unifamiliares subiram 16% em termos homólogos.

Por outro lado, os preços dos apartamentos em Manhattan estão no nível mais baixo desde 2013. As ofertas triplicaram em relação ao ano anterior, enquanto a renda média afundou 11%, com quedas ainda maiores no caso dos estúdios.

São Francisco


Poucos lugares exemplificam melhor a tensão entre as cidades como ímanes para jovens ambiciosos e os preços altíssimos do que São Francisco. Ainda que a região tenha cunhado milionários, também gerou uma crise habitacional que obrigou alguns trabalhadores de Silicon Valley a viver em caravanas alugadas estacionadas nas ruas da cidade.

Agora, com as empresas de tecnologia a dizerem aos funcionários que podem trabalhar a partir de casa ao longo do próximo ano - e, em alguns casos, até permanentemente – as rendas estão a cair rapidamente.

A renda média mensal de um estúdio em São Francisco caiu 31% em setembro em relação ao ano anterior, para 2.285 dólares, em comparação com a queda de 0,5% do índice nacional, de acordo com dados divulgados pela Realtor.com.

Londres

Em Londres, a queda no número de estudantes internacionais e de executivos bem pagos no estrangeiro que procuram residências temporárias na cidade após o Brexit está a baixar a renda na faixa mais alta.

Nas áreas mais ricas da capital, os arrendamentos caíram 8,1% no ano até setembro, a queda mais forte em mais de uma década, de acordo com a corretora Knight Frank.

Próximo capítulo?

O que acontecerá daqui para frente nas grandes cidades globais é uma questão em aberto.

Para que esse tipo de queda de preços se traduza em imóveis mais acessíveis - algo que a classe política não conseguiu alcançar - dependerá do que acontecer do lado dos salários.

Isso é particularmente verdadeiro para funcionários do retalho e hotelaria, cujos rendimentos foram reduzidos praticamente da noite para o dia.

Jovens até aos 18 anos com acesso gratuito a museus
23-11-2020 19:41

5G: Altice Portugal avança com processos judiciais contra Anacom e duas queixas em Bruxelas
23-11-2020 18:50

Governo vai ter de divulgar anualmente apoios ao hidrogénio
23-11-2020 18:36

Guimarães com mais de 250 novos casos por dia. Veja no mapa a situação no seu concelho
23-11-2020 18:27

Quantos casos de covid se registaram no seu concelho de 6 a 19 de novembro?
23-11-2020 18:23

Oposição aprova cinco milhões para o Pinhal de Leiria
23-11-2020 18:18

Parlamento chumba aumento para o dobro de multas por falta de limpeza das matas
23-11-2020 17:50

Empresários e académicos dizem que política para a bitola ferroviária europeia é "ilegal"
23-11-2020 17:33

Governo baixa valores que operadores pagam pelo especto
23-11-2020 17:22

Covid-19: Público vai regressar aos estádios ingleses a partir de 2 dezembro
23-11-2020 17:15

Covid-19: Impacto em Portugal da reestruturação na Danone não está definido
23-11-2020 16:55

PSI-20 acelerou para máximo de três meses com Galp a dar energia
23-11-2020 16:42

Parlamento aprova criação de linha de apoio à tesouraria para micro e pequenas empresas
23-11-2020 16:22

Proibidas linhas de valor acrescentado como única forma de contacto dos clientes
23-11-2020 16:20

Em Portugal os mais velhos e os casados têm mais poder de compra do que os jovens e os solteiros
23-11-2020 16:03

Há mais de seis milhões de contratos de seguros a beneficiar de medidas de apoio
23-11-2020 15:50

Há nove concelhos com mais de 2 mil casos por 100 mil habitantes. Paços de Ferreira já não é o pior
23-11-2020 15:37

Portugal com mais 4.044 casos e 74 mortes devido à covid-19
23-11-2020 15:04

Mais de 160 mil casas vendidas em Portugal em 2020
23-11-2020 14:29

Brexit: Sessão extraordinária no Parlamento Europeu a 28 de dezembro para aprovar eventual acordo
23-11-2020 13:56

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco