Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

BCP analisa todas as operações no mercado
28/09/2020 22:07

O BCP garante não ter sido contactado pelo Ministério das Finanças no sentido de uma compra ou fusão com o banco Montepio. Miguel Maya, presidente do banco, citado pela Bloomberg, que apontou o crescimento orgânico como estratégia do banco, não descartou, contudo, outro tipo de abordagem, no futuro, caso “surjam operações que justifiquem uma análise rigorosa”. Para já, Miguel Maya reforça que a “proteção do balanço do banco é a prioridade absoluta” e diz não ter sido contactado pelas Finanças por causa do Montepio.

Esta foi a reação de Miguel Maya, à margem da cimeira do turismo, à notícia do Expresso que dava conta de que o BCP estaria disponível para uma fusão com o Banco Montepio em caso de ser necessária uma intervenção.

Num outro dossiê, o do Novo Banco, Miguel Maya admitiu financiar o Fundo de Resolução - para cobrir o dinheiro para o Novo Banco que o Estado deixaria de emprestar - “em condições de mercado”. O presidente do BCP dá conta que “se houver disponibilidade para encontrarmos outro modelo [de contribuições], se calhar o BCP também pode equacionar estar disponível para fazer esse financiamento”, disse, salientando, porém, que o BCP “nunca” fará “um financiamento se não for em condições de mercado”, disse o presidente da instituição, citado pela Lusa.

Mas sobre esse financiamento do Fundo de Resolução pelos bancos – para que o Estado não tenha de entrar com mais dinheiro sob a forma de empréstimo, já que este é um dos pontos em negociação a propósito do Orçamento do Estado para 2021 – o presidente do BCP, Miguel Maya, disse que o tema deve ser analisado com o “máximo cuidado e rigor”, afirmando não ter qualquer decisão tomada sobre esta matéria.

Miguel Maya transmitiu esta posição à margem da V Cimeira do Turismo Português, depois de ter sido questionado sobre a possibilidade de virem a ser encontradas fontes de financiamento alternativas ao Fundo de resolução sem ser através de empréstimos públicos. Miguel Maya aproveitou para reforçar a sua posição, ainda assim, de que o modelo de contribuições para o Fundo de Resolução em vigor “não é sustentável” e “cria desvantagens competitivas” para os bancos que criam emprego e prosperidade em Portugal”. 

 

Como gestor, tenho obrigação de olhar para todas as operações que possam ser colocadas em mercado. Miguel maya
Presidente do BCP citado pelo Eco

 

Marques Mendes: Recolher obrigatório em Portugal vai ser "inevitável"
25/10/2020 21:32

A reinvenção do trabalho
25/10/2020 21:10

Joacine entre a abstenção e o voto a favor
25/10/2020 21:03

Bloco de Esquerda vota contra Orçamento
25/10/2020 20:40

PS vence eleições nos Açores mas não há certeza de maioria absoluta
25/10/2020 20:10

PAN vai abster-se no Orçamento para 2021
25/10/2020 19:01

Casa Branca admite que EUA não poderão controlar a pandemia
25/10/2020 18:31

Espanha declara estado de emergência e recolher obrigatório
25/10/2020 16:22

Investidores preparam-se para o impacto dos dados das vacinas
25/10/2020 16:00

João Almeida, o miúdo seguro e tranquilo com qualidade de líder
25/10/2020 15:57

No regresso da Fórmula 1 a Portugal, Hamilton vence e torna-se no mais vitorioso de sempre
25/10/2020 15:17

Rendas de apartamentos descem nas cidades mais ricas do mundo
25/10/2020 15:00

Mais 2.577 novos casos e mais 19 óbitos em Portugal
25/10/2020 14:20

Açores/Eleições: Afluência às urnas de 9,16 por cento às 11:00 locais
25/10/2020 13:48

Espanha em estado de emergência obriga a confinamento noturno
25/10/2020 13:06

Itália encerra teatros e cinemas e obriga bares e restaurantes a fechar às 18 horas
25/10/2020 12:43

ADSE não tem pressa na cobrança das regularizações. ?Primeiro quero fechar as tabelas?
25/10/2020 12:00

Seis jornalistas detidos em manifestação em Luanda
25/10/2020 11:34

Bancos preparam-se para ?big bang? em troca de 80 biliões em swaps
25/10/2020 11:00

Dia D para Orçamento do Estado para 2021
25/10/2020 10:54

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco