Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Rui Pinto já saiu das instalações da Polícia Judiciária
09/08/2020 18:41

O 'hacker', acusado de cerca de 90 crimes, "já não se encontra nas instalações da Polícia Judiciária", de onde saiu nas últimas horas, em coordenação com os seus advogados, referiu a mesma fonte ao início da tarde.

Por questões de segurança, o arguido fica agora inserido no programa de proteção de testemunhas, acrescentou, e obrigado a apresentações semanais à Polícia Judiciária.

Rui Pinto esteve em prisão preventiva desde 22 de março de 2019 até 08 de abril deste ano, dia em que foi colocado em prisão domiciliária, mas em habitações disponibilizadas pela Polícia Judiciária.

A alteração da medida de coação foi decidida pela juíza titular do processo, Margarida Alves, presidente do coletivo de juízes que vai julgar Rui Pinto, na sequência de um requerimento apresentado pela defesa do arguido a pedir a sua libertação.

Rui Pinto começa a ser julgado em 04 de setembro no Tribunal Central Criminal de Lisboa por 90 crimes: 68 de acesso indevido, 14 de violação de correspondência, seis de acesso ilegítimo e ainda por sabotagem informática à SAD do Sporting e por tentativa de extorsão ao fundo de investimento Doyen.

Em setembro de 2019, o MP acusou Rui Pinto de 147 crimes, 75 dos quais de acesso ilegítimo, 70 de violação de correspondência, um de sabotagem informática e um de tentativa de extorsão, por aceder aos sistemas informáticos do Sporting, da Doyen, da sociedade de advogados PLMJ, da Federação Portuguesa de Futebol e da Procuradoria-Geral da República (PGR).

O Ministério Público (MP) opôs-se à libertação de Rui Pinto, que foi justificada pela juíza Margarida Alves com a "contínua e consistente colaboração" com a Polícia Judiciária e o "sentido crítico" do criador da plataforma Football Leaks.

Maiores bancos privados do Brasil aderem a coligação contra mudanças climáticas
01/10/2020 23:25

Liga Europa: Benfica e Sporting de Braga cabeças de série no sorteio da fase de grupos
01/10/2020 23:16

Marcelo acredita que "bom senso vai prevalecer" na votação do OE 2021
01/10/2020 22:35

Circulação na linha azul do Metro de Lisboa restabelecida às 23:00
01/10/2020 22:34

Tecnológicas dão gás a Wall Street
01/10/2020 21:22

Covid-19: Plano de saúde Outono-Inverno "fica aquém das necessidades", diz CNS
01/10/2020 20:41

Presidente da Altice diz que vai avaliar concurso para instalação de cabos submarinos
01/10/2020 20:35

Marcelo pede convergência e o diálogo para superar crise económica
01/10/2020 20:13

Governo aceita proibir provisoriamente fim dos contratos coletivos
01/10/2020 20:01

Obrigatório
01/10/2020 19:25

REN: Consumo de eletricidade com queda acumulada de 3,5% desde o início do ano
01/10/2020 19:21

CP denunciou contrato com Servirail para comboios internacionais
01/10/2020 18:56

5G: "Respeitamos o direito de Portugal tomar as suas próprias decisões", diz subsecretário dos EUA
01/10/2020 18:51

Bolsa de Tóquio não negociou hoje devido a falha no hardware. Nunca tinha acontecido
01/10/2020 18:42

Marcelo defende que Europa deve ser uma potência política para garantir equilíbrio
01/10/2020 18:06

Comércio propõe redução de IRC para empresas que não despeçam
01/10/2020 18:00

Rita Marques: Norte merecia "há muito tempo uma só voz" para o turismo
01/10/2020 17:55

TAP: Prioridade continua a ser recuperar empresa após saída de administradores
01/10/2020 17:42

FC Porto defronta Manchester City, Olympiacos e Marselha na Liga dos Campeões
01/10/2020 17:22

Covid-19: Reino Unido registou 6.914 novas infeções e 59 mortes e impõe mais restrições
01/10/2020 17:15

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco