Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Covid-19 atira Hertz para insolvência nos EUA e Canadá
23/05/2020 11:45

Com mais de um século de existência, a empresa de aluguer de carros Hertz entregou esta sexta-feira um pedido de insolvência, com a companhia a não resistir ao impacto da pandemia da covid-19. Para já o processo apenas inclui as operações nos Estados Unidos e no Canadá, deixando de fora a atividade na Europa, Austrália e Nova Zelândia.A companhia, cujo maior acionista é Carl Icahn, com uma participação de 39% do capital, está a ser fortemente afetada pelo confinamento, na medida em que o grosso das suas receitas vem do aluguer de carros nos aeroportos, mas com os aviões em terra a Hertz viu-se ficar sem negócio."O impacto da covid-19 na procura de viagens foi repentino e dramático, resultando numa queda acentuada nas receitas da empresa e reservas futuras", apontou o grupo em comunicado. A Hertz diz que tomou uma "ação imediata" que dá prioridade à saúde e a segurança dos funcionários e dos seus clientes. A Hertz tinha, no final de 2019, uma dívida próxima de 19 mil milhões de dólares e cerca de 39 mil colaboradores em todo o mundo. Na sexta-feira, o grupo avançou que cerca de 20 mil pessoas foram demitidas, cerca da metade da sua força de trabalho global.A companhia tem estado em conversações com os seus credores depois de ter falhado alguns pagamentos que venciam em abril, contudo o montante das obrigações financeiras da empresa aumentaram com o valor dos seus carros a baixar devido à pandemia.Numa tentativa de acalmar os credores que financiam a sua frota de mais de 500 mil veículos, a Hertz propôs a venda de 30 mil carros por mês até ao final do ano, numa tentativa de levantar cerca de cinco mil milhões de dólares, adiantou fonte próxima do processo à Reuters. Já a 16 de maio, a companhia tinha substituído Kathryn Marinello por Paul Stone na liderança, mais tarde tinha colocado 10  mil trabalhadores em lay-0ff e tinha alertado para as dificuldades que enfrentava devido às consequências da pandemia no seu negócio.

Ginásios e piscinas voltam a funcionar. Saiba quais as regras que terá de seguir
30/05/2020 16:47

Trump promete medidas robustas contra a China
29/05/2020 20:05

App anti-covid: "Eu vou instalar", diz António Costa
29/05/2020 19:46

Desconfinamento adiado em Lisboa. Grandes lojas e centros comerciais ficam fechados
29/05/2020 19:10

Leilões solares podem "antecipar" metas do PNEC
29/05/2020 19:04

O que abre e o que muda. Conheça as medidas da 3.ª fase de desconfinamento.
29/05/2020 18:34

Semapa paga dividendo de 12,5 cêntimos a partir de 15 de junho
29/05/2020 18:06

Glintt sobe lucro trimestral em 7,6% apesar da pandemia
29/05/2020 17:31

BCP e Galp interrompem série vitoriosa do PSI-20
29/05/2020 16:47

Centeno: É mais fácil fazer progressos na UE agora do que quando o "o sol está a brilhar"
29/05/2020 15:37

Economia sueca "não confinada" cresce no primeiro trimestre
29/05/2020 15:15

Alemanha lança mote para presidência da UE: "Juntos pela recuperação da Europa"
29/05/2020 14:49

Dow e S&P 500 em baixa à espera de resposta dos EUA à China
29/05/2020 14:49

Gigante chinesa quer entrar também na bolsa de Hong Kong, após restrições de Wall Street
29/05/2020 13:56

Casos de covid-19 aumentam em 350 e morreram mais 14 pessoas
29/05/2020 13:08

Casais com madeiras híbridas
29/05/2020 12:32

Cortes de telecomunicações, água e luz continuam proibidos até fim de setembro
29/05/2020 11:08

INE: Pandemia fez PIB cair 2,3% no primeiro trimestre, abaixo do esperado
29/05/2020 11:08

Inflação na Zona Euro ainda mais contida em maio
29/05/2020 10:59

Caso EDP: Mexia e Manso Neto pedem afastamento do juiz Carlos Alexandre
29/05/2020 10:24

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco