Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

BBVA vê economia portuguesa a cair 6,5% em 2020
08-05-2020 13:25

O BBVA Research avançou as previsões para o desempenho da economia nacional em 2020 que, tendo em conta o contexto de pandemia de covid-19, são desanimadoras – embora mais otimistas que as avançadas pela Comissão Europeia.
Os analistas do BBVA esperam que o produto interno bruto (PIB) português caia cerca de 6,5% em 2020, uma estimativa ligeiramente mais otimista que a quebra de 6,8% para a qual a Comissão Europeia veio apontar esta semana.
No que toca à taxa de desemprego, o BBVA afirma que esta pode superar os 10%.
Para 2021, a estimativa é de uma subida do PIBde 4,9%, 3,2 pontos percentuais acima da anterior previsão. 
"A velocidade da recuperação estará limitada pela destruição de emprego e pela exposição a setores especialmente afetados", escreve o BBVA, no comunicado enviado às redações.
O banco ressalva que a incerteza por esta altura é "especialmente elevada, principalmente em relação à duração das restrições impostas e ao seu impacto diferenciado por sectores", pelo que "muitos cenários" serão possíveis "sob suposições razoáveis".
A previsão que é agora avançada por estes analistas tem como principais pressupostos que as medidas de confinamento duram entre 6 a 8 semanas, seguidas de uma inversão gradual, que os estímulos económicos serão mantidos ou alargados e toma ainda a China, Itália e Espanha como padrão de contágio, sem contar com novos ciclos de infeção generalizada.
Certo será apenas que "a recessão global é inevitável" e que isso trará "efeitos negativos muito marcados".
Entre os fatores que mais vão pesar nas economias, os analistas destacam o choque de fornecimento devido ao confinamento, mas apontam ainda os problemas que decorrerão das quebras na procura, com a confiança e consumo a diminuírem, da destruição de riqueza financeira e do abalo das cadeias globais de valor.
Numa nota mais positiva, o BBVA nota que desta vez, ao contrário da crise de 2008, o sistema bancário não foi fonte de preocupações específicas e afirma que a "rápida e contundente ação dos bancos centrais" limitou a deterioração financeira.

Receitas da Cofina desceram 20% no primeiro semestre
09-08-2020 23:09

Novo Banco faz avaliação independente
09-08-2020 21:52

Media Capital passa de lucros a prejuízos de 14,4 milhões
09-08-2020 20:35

Lukashenko eleito para sexto mandato na Bielorrússia com 80% dos votos
09-08-2020 19:32

Rui Pinto já saiu das instalações da Polícia Judiciária
09-08-2020 18:41

Nova Zelândia está há 100 dias ?livre? da covid-19
09-08-2020 18:33

A malta não pode continuar distraída
09-08-2020 17:30

Beirute: Comissão Europeia vai enviar mais 30 milhões de euros
09-08-2020 17:17

GM apresenta o primeiro Cadillac elétrico
09-08-2020 16:00

Trânsito continua condicionado na Serra de Sintra até terça-feira
09-08-2020 15:24

Da restauração às bombas de gasolina. Os horários e restrições em vigor em todo o país
09-08-2020 15:00

Mais 131 novos casos de covid-19 e morreram mais seis pessoas
09-08-2020 14:30

Maior fortuna familiar da Suíça prospera há 124 anos
09-08-2020 14:00

Direção do consumidor emite quatro alertas sobre máscaras
09-08-2020 13:23

A resposta ideal para a covid-19? Uma mistura da Nova Zelândia, Dinamarca e Uganda
09-08-2020 12:00

Aramco mantém dividendo apesar de queda de 73% nos lucros trimestrais
09-08-2020 11:47

Veja as 10 casas de luxo com que os portugueses mais sonham
09-08-2020 11:00

Estigma com produtos da China e quebra de turistas deixam restaurantes chineses em crise
09-08-2020 10:31

Braço direito de Isabel dos Santos tenta afastar António Domingues da Nos
09-08-2020 10:26

Beirute: Carga tinha como destino Moçambique e foi substituída
09-08-2020 10:00

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco