Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Von der Leyen alerta contra reforço indiscriminado de poder a pensar em Orbán
31-03-2020 14:50

Bruxelas não quer que as medidas de emergência aprovadas um pouco por todos os Estados-membros da União Europeia possam prolongar-se por tempo indeterminado. Em comunicado divulgado esta terça-feira, 31 de março, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, reage às recentes notícias vindas de Budapeste e avisa que as mudanças "não podem durar indefinidamente". A líder do órgão executivo da UE reage assim ao pacote de medidas aprovado pelo parlamento húngaro no âmbito da emergência em vigor no país e que permitirão ao primeiro-ministro, Viktor Orbán, governar por decreto, sem autorização parlamentar, por tempo indeterminado. Sendo certo que a nota da Comissão não menciona a Hungria, a alusão à duração indefinida das medidas que reforçam o poder do governo maioritário liderado por Orbán não deixa margem para dúvidas de que o aviso diz respeito ao primeiro-ministro húngaro. Von der Leyen defende ainda que as medidas de emergência não podem ser adotadas "à custa" dos "valores fundamentais" da União e acrescenta que a "democracia não pode funcionar sem media livres e independentes". As medidas aprovadas na Hungria estabelecem ainda penas de prisão até cinco anos para quem emita ou divulgue informações falsas e que agravem o clima de alarme junto da comunidade, o que dá uma capacidade quase discricionária ao poder central de decidir que informação pode, ou não, ser publicada na comunicação social. A alemã prossegue defendendo que todas as medidas implementadas têm de respeitar o princípio da "proporcionalidade" e "não podem durar indefinidamente". As medidas ontem aprovadas pelo parlamento da Hungria só podem ser levantadas após aprovação por pelo menos dois terços dos deputados. O partido nacional-autoritário de Orbán (Fidesz) tem maioria absoluta no parlamento.

PSI-20 conta uma mão cheia de ganhos com BCP a subir mais de 2%
28-05-2020 08:10

EasyJet pretende eliminar 30% dos empregos
28-05-2020 08:01

Nova proposta de condenação da China já está nas mãos de Trump
28-05-2020 00:49

Bruxelas reforça fundo da retoma sem esquecer países frugais
27-05-2020 20:58

Irmãos Martins e Mota-Engil cobrem 22 milhões de prejuízos acumulados na Martifer
27-05-2020 20:04

Comissão quer montante global de 2,39 biliões de euros para a recuperação
27-05-2020 15:18

Von der Leyen quer pôr "preconceitos de lado" e apoio a novo "passo ousado"
27-05-2020 13:42

A direção certa para fazer a diferença
27-05-2020 12:49

O aluno é o centro das atenções
27-05-2020 12:25

O que procuram nas escolas?
27-05-2020 12:10

"Saber-fazer"
27-05-2020 11:55

SIBS: Travão às comissões bancárias pode deixar entidades nacionais em desvantagem
27-05-2020 11:37

Programas executivos são curtos, focados e instrumentais
27-05-2020 11:28

Objetivo: desenvolver a região de Entre Douro e Vouga e o país
27-05-2020 11:21

UE propõe Fundo de Recuperação com 500 mil milhões a fundo perdido
27-05-2020 11:21

SAD do Porto informa CMVM que Marcano pára pelo menos três meses
27-05-2020 11:09

Alemanha prolonga restrições de contacto social até 29 de junho
27-05-2020 10:23

Filipe Silva: "Portugal é um exemplo no combate à pandemia"
27-05-2020 10:07

PSI-20 em leve alta toca em máximos de dois meses e meio
27-05-2020 08:11

Wall Street ganha asas com expectativa de vacina e reabertura da economia em dia de regresso ao "flo
26-05-2020 21:16

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco