Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Negociações comerciais e Hong Kong ensombram Wall Street
11/11/2019 14:38

Os principais índices bolsistas dos EUA arrancaram a semana em queda, com o Dow Jones a ceder 0,46% para 27.554,29 pontos, o Nasdaq a cair 0,51% para 8.431,99 pontos e o S&P500 a perder 0,43% para 3.079,65 pontos.
 
A contribuir para este cenário está o regresso da apreensão em relação ao acordo comercial entre os EUA e a China, depois de na sexta-feira o presidente americano ter desmentido o seu conselheiro económico Larry Kudlow, afirmando que não existe nenhum entendimento com a China sobre a retirada de forma faseada das tarifas aduaneiras impostas entre as duas maiores economias do mundo, segundo a Reuters. Trump disse mesmo que não pretende eliminar por completo as tarifas que os EUA têm vindo a aplicar sobre produtos "made in China".
 
Já no sábado Trump reiterou que os EUA só vão assinar um acordo se for "o acordo certo" para a América.
 
Este é mais um episódio desta novela que já dura há mais de um ano, com avanços e recuos constantes, o que deixa os investidores cautelosos em relação a esta questão.
 
Além da questão comercial, os investidores estão também a demonstrar apreensão com a situação de violência que se vive em Hong Kong, tendo a situação sido agravada depois de um manifestante ter sido alvejado pela polícia. A tensão continua a aumentar em Hong Kong, o que está a aumentar o nervosismo pela importância deste mercado. Além de ser um ponto de negócios muito relevante, este ano, a bolsa de Hong Kong conseguiu chegar ao pódio, passando a ser o terceiro maior mercado do mundo, superando o valor da praça japonesa.
 
Este ambiente está assim a ser responsável pela queda das bolsas americanas, depois de já ter provocado a descida das praças europeias.
 
Entre as cotadas, as mais expostas às questões comerciais entre os EUA e a China estão a registar quedas, como a Caterpillar e a Intel.
 
Destaque para a Alibaba, que bateu um novo recorde de vendas no Dia dos Solteiros, um dos maiores eventos de comércio do mundo. Na tarde de segunda-feira, a empresa já somava 30,5 mil milhões de dólares em vendas, o equivalente ao registado nas 24 horas do ano anterior, de acordo com a informação obtida pela CNBC. As ações da Alibaba, que está cotada nos EUA, estão a recuar 2,57% para 182,25 dólares, uma vez que apesar de ter registado um novo recorde, o ritmo de crescimento abrandou.

Covid-19: Costa acredita que Europa começa finalmente a perceber situação de Portugal
14/07/2020 00:24

Perspetiva de queda dos lucros das cotadas abala Wall Street
13/07/2020 21:11

Costa tentou acordo com Rutte mas intransigência dos Países Baixos mantém-se
13/07/2020 20:03

Após sair da TAP Neeleman já prepara nova companhia aérea
13/07/2020 19:55

Proteção Civil Municipal: Jovens não respeitam regras e estão a propagar covid-19 em Setúbal
13/07/2020 19:42

Há mar e mar, há ir e voltar
13/07/2020 19:25

As vacas que voam e outras vacas
13/07/2020 19:03

BFA vai esclarecer demissão de António Domingues e acusações de crimes de branqueamento de capitais
13/07/2020 18:49

Covid-19: Governo decide manter restrições na Área Metropolitana de Lisboa
13/07/2020 18:12

Governo exige que Bélgica retire Alentejo e Algarve de zonas arriscadas
13/07/2020 17:32

EDP constituída arguida no processo das rendas excessivas
13/07/2020 17:24

Próxima paragem: ensino superior
13/07/2020 13:05

Portugal soma mais 306 casos de covid-19. Há mais duas mortes
13/07/2020 12:55

Nas TI há mais ofertas do que candidatos
13/07/2020 12:23

Buffett compra ativos do gás da Dominion Energy
05/07/2020 20:59

Mais 328 infetados e 9 óbitos. Região de Lisboa com 77% dos novos infetados
05/07/2020 15:01

Trump diz que 99% dos casos de covid nos EUA são "totalmente inofensivos"
05/07/2020 12:02

Ministério da Saúde paga seguro privado a trabalhadores
05/07/2020 11:10

Estado espanhol pode injetar dinheiro na Iberia através de fundo estratégico
04/07/2020 20:32

Mais 413 infetados e 7 mortes com covid-19
04/07/2020 14:36

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco