Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Negociações comerciais e Hong Kong ensombram Wall Street
11-11-2019 14:38

Os principais índices bolsistas dos EUA arrancaram a semana em queda, com o Dow Jones a ceder 0,46% para 27.554,29 pontos, o Nasdaq a cair 0,51% para 8.431,99 pontos e o S&P500 a perder 0,43% para 3.079,65 pontos.
 
A contribuir para este cenário está o regresso da apreensão em relação ao acordo comercial entre os EUA e a China, depois de na sexta-feira o presidente americano ter desmentido o seu conselheiro económico Larry Kudlow, afirmando que não existe nenhum entendimento com a China sobre a retirada de forma faseada das tarifas aduaneiras impostas entre as duas maiores economias do mundo, segundo a Reuters. Trump disse mesmo que não pretende eliminar por completo as tarifas que os EUA têm vindo a aplicar sobre produtos "made in China".
 
Já no sábado Trump reiterou que os EUA só vão assinar um acordo se for "o acordo certo" para a América.
 
Este é mais um episódio desta novela que já dura há mais de um ano, com avanços e recuos constantes, o que deixa os investidores cautelosos em relação a esta questão.
 
Além da questão comercial, os investidores estão também a demonstrar apreensão com a situação de violência que se vive em Hong Kong, tendo a situação sido agravada depois de um manifestante ter sido alvejado pela polícia. A tensão continua a aumentar em Hong Kong, o que está a aumentar o nervosismo pela importância deste mercado. Além de ser um ponto de negócios muito relevante, este ano, a bolsa de Hong Kong conseguiu chegar ao pódio, passando a ser o terceiro maior mercado do mundo, superando o valor da praça japonesa.
 
Este ambiente está assim a ser responsável pela queda das bolsas americanas, depois de já ter provocado a descida das praças europeias.
 
Entre as cotadas, as mais expostas às questões comerciais entre os EUA e a China estão a registar quedas, como a Caterpillar e a Intel.
 
Destaque para a Alibaba, que bateu um novo recorde de vendas no Dia dos Solteiros, um dos maiores eventos de comércio do mundo. Na tarde de segunda-feira, a empresa já somava 30,5 mil milhões de dólares em vendas, o equivalente ao registado nas 24 horas do ano anterior, de acordo com a informação obtida pela CNBC. As ações da Alibaba, que está cotada nos EUA, estão a recuar 2,57% para 182,25 dólares, uma vez que apesar de ter registado um novo recorde, o ritmo de crescimento abrandou.

Wall Street perde terreno em semana dominada por tarifas e política monetária
09-12-2019 21:19

Morgan Stanley elimina 1.500 empregos para cortar custos
09-12-2019 19:34

Operadores avisam que "a fidelização permite elevado nível de investimento"
09-12-2019 19:12

ISG lança Logística e Gestão de Operações
09-12-2019 17:33

Fecho dos mercados: China trava ímpeto nas bolsas europeias. Juros caem à espera da Fed e do BCE
09-12-2019 17:18

Governo lança programa plurianual para a Função Pública em 2020
09-12-2019 17:09

Governo deixa para quarta-feira proposta de aumentos salariais na Função Pública
09-12-2019 17:03

PSI-20 cai pela primeira vez em quarto sessões com BCP e energia a pressionar
09-12-2019 16:49

70% dos trabalhadores têxteis podem receber ordenado mínimo em 2020
09-12-2019 16:30

Queda das exportações chinesas deixam Wall Street sem direção
09-12-2019 14:54

Grupo bracarense "promove" Caminho da Fé com 26 milhões na Madeira
09-12-2019 14:54

Coreia do Norte cerra ataque e chama a Trump "velho incauto e desnorteado"
09-12-2019 13:44

Factoring em Portugal cresce quase 10% até setembro
09-12-2019 13:03

Rússia banida dos Jogos Olímpicos durante quatro anos devido a escândalo de doping
09-12-2019 10:46

IMF ? Eur/Cad poderá estar a inverter tendência de longo-prazo
09-12-2019 10:46

Oi pede mais tempo para concluir recuperação judicial
09-12-2019 10:36

Petrolífera britânica afunda mais de 50% após corte de metas de produção
09-12-2019 09:12

Finlândia vai ter a primeira-ministra a mais nova da atualidade com 34 anos
09-12-2019 08:19

Hoje é dia de Função Pública, mas o Negócios tem muito mais para lhe contar
09-12-2019 07:00

Trump lembra Kim Jong-un que tem "tudo a perder" após novo teste na Coreia do Norte
08-12-2019 18:41

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco