Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

PSOE vence mas pouco. Bloqueio agrava-se com subida do PP e Vox
10/11/2019 22:12

O PSOE do primeiro-ministro em exercício, Pedro Sánchez, venceu as eleições gerais espanholas deste domingo, porém foi uma espécie de vitória de Pirro na medida em que das urnas voltou a não sair uma solução governativa óbvia, ou natural.
O bloqueio político que já provocou três eleições antecipadas persiste, pelo menos no que à aritmética parlamentar diz respeito, e é até agravado face ao crescimento do PP e, em especial, do Vox. As eleições deste domingo não só reafirmaram a preferência pelo sistema pluripartidário que, em 2015, substituiu o tradicional bipartidarismo como mantiveram a fragmentação parlamentar que dificulta a obtenção dos 176 mandatos necessários à maioria absoluta. Assim, só a negociação de uma aliança parlamentar ou de governo permitirá a Espanha ultrapassar este longo período de ingovernabilidade.
Com 98,43% dos votos contados, o PSOE (centro-esquerda) obteve 28,01% (120 mandatos), menos três deputado do que na eleição de 28 de abril. Mas se os socialistas conseguiram estancar a perspetiva de quebra eleitoral, o mesmo não aconteceu com o Unidas Podemos (aliança de esquerda radical). O partido de Pablo Iglesias elegeu 35 deputados, menos sete mandatos face à última eleição.
A grande alteração relativamente às eleições de 28 de abril deu-se no campo da direita, onde o Vox (extrema-direita) disparou de 24 deputados para 52 mandatos, beneficiando sobretudo da transferência de votos oriundos do Cidadãos.
O partido liderado por Santiago Abascal é o maior vencedor da noite eleitoral, mais do que duplicando os mandatos eleitos em abril, superando o Cidadãos (liberal) e desafiando a hegemonia do PP (centro-direita) no bloco da direita. Numa eleição muito marcada pela cisão espanholismo-independentismo, o discurso patriótico do Vox colheu frutos.
O PP de Pablo Casado reforçou-se em votos e mandatos, passando de 66 para 87 assentos parlamentares, o que permite aos conservadores espanhóis afirmarem-se claramente como única alternativa a Pedro Sánchez.
Já o Cidadãos é claramente o maior derrotado, ao perder 47 mandatos para ficar com somente 10 deputados. O partido nascido na Catalunha passa de terceira a sexta força, ficando inclusivamente atrás dos independentistas catalães da ERC (Esquerda Republicana da Catalunha).
Aparentemente, os eleitores penalizaram a indisponibilidade de Albert Rivera para participar em qualquer tipo de solução de governo protagonizado por Sánchez. O fracasso registado na negociação entre PSOE e Podemos com vista à formação de um governo de coligação também resultou numa punição eleitoral maior para o partido de Iglesias do que para os socialistas.(Notícia em atualização)

Covid-19: Costa acredita que Europa começa finalmente a perceber situação de Portugal
14/07/2020 00:24

Perspetiva de queda dos lucros das cotadas abala Wall Street
13/07/2020 21:11

Costa tentou acordo com Rutte mas intransigência dos Países Baixos mantém-se
13/07/2020 20:03

Após sair da TAP Neeleman já prepara nova companhia aérea
13/07/2020 19:55

Proteção Civil Municipal: Jovens não respeitam regras e estão a propagar covid-19 em Setúbal
13/07/2020 19:42

Há mar e mar, há ir e voltar
13/07/2020 19:25

As vacas que voam e outras vacas
13/07/2020 19:03

BFA vai esclarecer demissão de António Domingues e acusações de crimes de branqueamento de capitais
13/07/2020 18:49

Covid-19: Governo decide manter restrições na Área Metropolitana de Lisboa
13/07/2020 18:12

Governo exige que Bélgica retire Alentejo e Algarve de zonas arriscadas
13/07/2020 17:32

EDP constituída arguida no processo das rendas excessivas
13/07/2020 17:24

Próxima paragem: ensino superior
13/07/2020 13:05

Portugal soma mais 306 casos de covid-19. Há mais duas mortes
13/07/2020 12:55

Nas TI há mais ofertas do que candidatos
13/07/2020 12:23

Buffett compra ativos do gás da Dominion Energy
05/07/2020 20:59

Mais 328 infetados e 9 óbitos. Região de Lisboa com 77% dos novos infetados
05/07/2020 15:01

Trump diz que 99% dos casos de covid nos EUA são "totalmente inofensivos"
05/07/2020 12:02

Ministério da Saúde paga seguro privado a trabalhadores
05/07/2020 11:10

Estado espanhol pode injetar dinheiro na Iberia através de fundo estratégico
04/07/2020 20:32

Mais 413 infetados e 7 mortes com covid-19
04/07/2020 14:36

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco