Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Arábia Saudita diz ter provas que Irão atacou produção petrolífera
18-09-2019 12:12

A Arábia Saudita afirma que vai apresentar provas, já esta quarta-feira, que ligam o Irão ao ataque sobre a produção de petróleo saudita, avança a Reuters. Depois de os Estados Unidos já terem admitido a mesma suspeita, as tensões no Médio Oriente voltam a subir.
O ministro da defesa saudita marcou uma conferência de imprensa para a tarde de quarta-feira para apresentar "provas substanciais e armas iranianas que provam o envolvimento do regime no ataque terrorista", cita a agência de notícias.
Em causa está o ataque infligido sobre infra-estruturas da maior produtora de petróleo saudita, a Saudi Aramco, o qual teve lugar no último dia 14 de Setembro e causou uma disrupção de metade do que o reino produz, o que equivale a 5% da oferta mundial.
O Irão já negou o envolvimento no incidente. "Eles querem impor pressão máxima sobre o Irão através de difamação", respondeu o presidente iraniano, Hassan Rouhani (na foto), de acordo com os media estatais. "Nós não queremos conflitos na região… quem começou os conflitos?", continua o presidente, numa acusação aos Estados Unidos.
O líder da Casa Branca, Donald Trump, já afirmou que o Irão aparentava ser responsável pelo ataque à produção saudita e que ponderava retaliar, embora tivesse também ressalvado que não queria iniciar uma guerra e que "não há pressa" no contra-ataque.
Anteriormente, os rebeldes iemnitas hutis reivindicaram os ataques mas os drones foram identificados como sendo iranianos (os hutis, recorde-se, são apoiados politicamente pelo Irão, grande rival regional da Arábia Saudita), o que fez recrudescer também as tensões entre Washington e Teerão.
Na sequência do ataque, os preços da matéria-prima disparar automaticamente quase 20% - para corrigirem depois de noticiado que no final do mês a produção voltará aos níveis anteriores ao incidente.

Wall Street à deriva sem conclusão das negociações comerciais e à espera dos resultados
14-10-2019 21:17

Estado injeta mais de 500 milhões na CP
14-10-2019 19:58

Euronext quer acelerar aposta em "green bonds" no próximo triénio
14-10-2019 19:58

Um Governo basculante
14-10-2019 19:40

A repetição das eleições
14-10-2019 19:35

Fecho dos mercados: Incerteza sobre o Brexit e acordo EUA/China deixam bolsas em queda e petróleo a
14-10-2019 17:26

PS e Bloco cancelam reunião
14-10-2019 16:20

Aveiro produz espuma para isolamento térmico com restos de rolhas
14-10-2019 16:01

Cristiano Ronaldo oferece bolsas para curso de influenciador
14-10-2019 14:57

Pessimismo com acordo comercial parcial trava Wall Street
14-10-2019 14:44

Rainha Isabel II: "Prioridade do meu governo sempre foi garantir o Brexit no dia 31 de outubro"
14-10-2019 14:26

Jorge Mendes tem novo senhorio americano no Porto
14-10-2019 13:26

Cerca de 14% da comida produzida no mundo é desperdiçada antes de chegar às lojas
14-10-2019 13:15

Portugal reembolsa dois mil milhões do empréstimo europeu esta quinta-feira
14-10-2019 13:13

Ana Gomes: "Isabel dos Santos 'lava' que se farta" e o "Banco de Portugal não quer ver"
14-10-2019 13:13

Portugal capta 610 trabalhadores estrangeiros "altamente qualificados". Informáticos do Brasil domin
14-10-2019 13:13

Volume de negócios nos serviços abranda pelo segundo mês
14-10-2019 12:06

Produção da indústria portuguesa cai mais do dobro da Europa
14-10-2019 11:15

Nobel da Economia atribuido a Abhjit Benerjee, Esther Duflo e Michael Kramer
14-10-2019 10:52

Abertura dos mercados: Pessimismo no Brexit e dados fracos da China atiram bolsas para o vermelho.
14-10-2019 09:26

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco