Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Volkswagen pondera investir em fornecedores chineses do ramo automóvel
23-08-2019 11:20

A Volkswagen está a explorar potenciais investimentos em fornecedores chineses do setor automóvel para assegurar que terá acesso às tecnologias essenciais para o desenvolvimento de carros no futuro. As opções em discussão, segundo disse uma fonte próxima à Bloomberg, incluem a aquisição de capital ou a constituição de "joint ventures" com fornecedores chineses, em particular com as empresas que têm desenvolvido tecnologia usada em automóveis elétricos. As ações da Volkswagen estão a reagir ligeiramente com uma subida de 0,4% na bolsa de valores de Frankfurt.Entre as empresas em consideração está a Guoxuan High-Tech, fornecedora de baterias com sede na província chinesa de Anhui. Após a notícia da Bloomberg, as ações da cotada na bolsa de valores em Shenzhen subiram 6%, mais do que duplicando o ganho que regista este ano. A empresa tem um valor de mercado de 2,1 mil milhões de dólares.Em resposta oficial à Bloomberg, a Volkswagen disse que está em conversações "com diferentes fornecedores locais para possíveis cooperações no futuro". "A avaliação da nossa capacidade de oferta de baterias na China está em andamento e é necessária para um volume elevado de produção de mobilidade elétrica", referiu a mesma fonte. A tecnologia à volta das baterias é crucial para a empresa alemã, que continua a ser a maior fabricante de automóveis do mundo mas vê esse título ser ameaçado pela transformação elétrica. Para competir com a China e os EUA, que têm sido os líderes nos veículos elétricos, a Volkswagen tem de assegurar o fornecimento de um elevado volume de baterias e da tecnologia que as melhora.Em abril, o CEO da empresa, Herbert Diess, anunciou em Xangai que a Volkswagen vai ter um "hub" de produção e um centro de investigação na China, mostrando o compromisso em investir mais no mercado chinês. O objetivo da cotada alemã é ter entregue 22 milhões de veículos totalmente elétricos até 2028, sendo que mais de metade desses automóveis serão feitos na China.

Manuel Monteiro está de regresso ao CDS
21-09-2019 12:49

Como ficará a Cofina após a compra da Media Capital
21-09-2019 12:27

Cofina mantém diferentes linhas editoriais e aposta na criação de conteúdos para exportar
21-09-2019 11:30

Cofina lança OPA sobre a dona da TVI, numa operação de 255 milhões
21-09-2019 09:34

TAP Miles & Go ganha três prémios em Londres
20-09-2019 23:26

BCP coloca 450 milhões em dívida subordinada com juro nos 3,871%
20-09-2019 21:30

Estado injeta mais 18,4 milhões de euros na CP
20-09-2019 16:47

BCP cai mais de 3% e PSI-20 resvala para o vermelho
20-09-2019 16:47

Google vai investir 3 mil milhões para expandir centros de dados na Europa
20-09-2019 15:47

Contratos da semana: Câmara de Lisboa vai gastar mais de meio milhão contra praga de baratas
20-09-2019 12:59

Sonae IM investe na canadiana Daisy
20-09-2019 12:18

Ordem dos Enfermeiros paga 36 mil euros para ter personagem em telenovela da SIC
20-09-2019 11:56

Volume de negócios das empresas abranda em 2018
20-09-2019 11:40

Subida dos preços das casas volta a acelerar. Sobem mais de 10%
20-09-2019 11:03

Grupo Radisson abre dois hotéis em Portugal
20-09-2019 10:56

Forte aumento dos combustíveis após ataques na Arábia Saudita. Gasolina pode subir 4 cêntimos
20-09-2019 10:06

Abertura dos mercados: Europa à deriva após decisões de bancos centrais. Libra em máximos
20-09-2019 09:17

BCP paga mais de 4% para emitir até 500 milhões em dívida subordinada
20-09-2019 08:53

Jerónimo Martins pressiona abertura da bolsa
20-09-2019 08:34

Rio, o homem que quer pôr o jornalismo na ordem
19-09-2019 20:25

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco