Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Fecho dos mercados: Setor automóvel brilha e impulsiona Europa. Petróleo sobe
21/08/2019 17:30

Os mercados em números
PSI-20 subiu 0,67% para 4.853,19 pontos
Stoxx 600 avançou 1,21% para 375,80 pontos
S&P500 ganha 0,84% para 2.924,97 pontos
Juros da dívida portuguesa a dez anos sobem 1 ponto base para 0,123%
Euro segue estável nos 1,110 dólares
Petróleo em Londres valoriza 1,23% para 60,77 dólares o barril
 
Setor automóvel impulsiona Europa. Minutas da Fed no radar
A boa prestação do setor automóvel deu força ao Stoxx 600, índice que reúne as 600 maiores cotadas da Europa, que fechou o dia a ganhar 1,21% para 375,80 pontos, renovando máximos de 5 de agosto. A fusão entre a italiana Fiat Chrysler e a francesa Renault voltou a ser negociado, segundo o jornal italiano Il Sole 24, e levou o setor a encabeçar os ganhos setoriais. O setor automóvel subiu mais de 1,5%, num dia em que a Fiat e Renault ganharam mais de 3%.
No radar dos investidores está também a divulgação das minutas da última reunião da Reserva Federal dos Estados Unidos, mais logo, depois de o banco central ter cortado a taxa de juro diretora pela primeira vez em mais de uma década. Os analistas apostam em cortes entre 50 e 75 pontos base nos juros até ao final do ano.
Nos EUA, os principais mercados negoceiam em sintonia com os pares europeus, com os disparos da Target Corp e da Lowe’s, após terem divulgado resultados semestrais melhores do que o esperado, a darem gás à negociação. 
As renovadas tensões nas negociações comerciais entre os EUA e a China, que se prolongam há mais de um ano, trouxeram novos riscos para a saúde da economia global e aumentaram a expectativa sobre o discurso de Jerome Powell, presidente da Fed, na sexta-feira, dia em que estarão reunidos os principais líderes de bancos centrais do mundo, em Jackson Hole.
Por cá, o índice PSI-20, somou 0,67% para 4.853,19 pontos com o BCP e a Galp Energia em destaque pela positiva, enquanto a Nos travou uma maior subida.
Juros de Portugal caem em dia de ida ao mercado
A taxa de juro da dívida soberana de Portugal a dez anos cai 1 ponto base para 0,123%, num dia em que o IGCP foi ao mercado a realizar um duplo leilão de dívida de curto prazo, tendo angariado mil milhões de euros. A três meses foram colocados 250 milhões de euros a uma taxa de -0,563%. Na emissão a 11 meses, foram colocados 750 milhões de euros a uma taxa de -0,557%.
Em Itália, a taxa de juro com a mesma duração cai 4 pontos base para 1,327%, uma queda que está a ter por base a especulação sobre um potencial acordo político em Itália que permita manter uma governação. 
Os juros do Tesouro dos EUA a 10 anos perdem 1,7 pontos base para os 1,572%.
Euro paira perto de mínimos à espera de Itália  
Depois da tempestade de ontem no parlamento italiano, com a demissão do primeiro-ministro, Giuseppe Conte, hoje, a especulação de um acordo político entre o Partido Democrata e o 5-Estrelas está a manter o euro estável nos 1,110 dólares, mantendo-se assim perto de mínimos de mais de dois anos, atingidos no arranque do mês. 
Preços do petróleo sobem após reservas dos EUA terem caído
Hoje, os preços do petróleo valorizam, contrariando a tendência de ontem, após dados do Governo dos EUA terem mostrado uma queda nos "stocks" desta matéria-prima na semana passada superior ao que estava a ser antecipado pelos analistas. O Brent, negociado em Londres e referência para Portugal, sobe 1,23% para 60,77 dólares por barril.
Ouro corrige com receios a diminuir
O ouro perdeu fôlego nesta quarta-feira e cai 0,2% para 1.504,17 dólares por onça, num dia em que os investidores deixaram de se proteger no ativo seguro e foram atraídos pelo risco dos mercados de ações.

Governo admite fim de voos noturnos em Lisboa
19/02/2020 17:20

PSI-20 em máximos de ano e meio com Galp a somar quase 3,5%
19/02/2020 16:40

Amazon abre 37.000 vagas de emprego
19/02/2020 15:35

CaixaBank/BPI corta preço-alvo da Nos em 1 euro e deixa dúvidas sobre o dividendo
19/02/2020 14:43

Depois da Moody's, S&P também ameaça passar Renault para "lixo"
19/02/2020 14:43

Aumentos salariais na Função Pública custam 95 milhões de euros
19/02/2020 13:58

Pedro Nuno Santos: "Não permitiremos atribuição de prémios na TAP"
19/02/2020 13:45

CaixaBank/BPI corta preço-alvo da Galp por não ver "catalisadores futuros"
19/02/2020 13:26

Nunca se produziu tanta azeitona para azeite em Portugal
19/02/2020 12:57

Pedro Nuno Santos: "Não posso garantir que no fim de 2023 está tudo feito no Ferrovia 2020"
19/02/2020 11:54

Dívida externa cai para 85,1% do PIB
19/02/2020 11:17

Portugal emite 1.250 milhões de dívida de curto prazo com taxas mais negativas
19/02/2020 10:43

154 municípios já têm estratégias locais de habitação
19/02/2020 10:27

BCP e Galp dão força à abertura da bolsa portuguesa
19/02/2020 08:15

Apple engasga Wall Street após fim-de-semana prolongado
18/02/2020 21:21

Avenue vai investir 150 milhões e apostar também em habitação para classe média
18/02/2020 20:34

Bill Gates comprou um Porsche Taycan? e Elon Musk ficou furioso!
18/02/2020 18:51

Moody's baixa rating da Renault para "lixo" após primeiro prejuízo em 10 anos
18/02/2020 18:15

Lisboa termina dia no "vermelho" com Sonae e Navigator a pressionar
18/02/2020 16:46

Agência de lóbi diz que luta de Lourenço contra a corrupção está a ter retorno
18/02/2020 16:38

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco