Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Há interessados na Brisa que querem a totalidade do capital
18-07-2019 19:31

A Arcus Infrastructure Partners, que detém cerca de 20% do capital da Brisa, admitiu vender parte ou a totalidade da sua posição no capital da concessionária de auto-estradas, de acordo com a informação então veiculada pela Bloomberg.
 
Há pelo menos três fundos de insfraestruturas e uma concessionária espanhola interessados em fazer uma proposta para ficarem com uma parcela do capital da Brisa, revela a Reuters esta quinta-feira, 18 de julho, citando três pessoas próximas do assunto.
 
A agência adianta que a operação poderá avaliar a Brisa entre 4 e 5 mil milhões de euros, incluindo dívida, segundo as mesmas fontes.
 
Entre os interessados estão os franceses da Ardian, os australianos da Macquarie e os americanos IFM, todos fundos focados em infraestruturas.
 
Mas os interesses não são todos iguais. A Reuters revela que entre os interessados está a GlobalVia, uma concessionária espanhola, que só avançará com uma proposta se puder comprar a totalidade do capital da Brisa.
 
Contudo, será preciso convencer os outros acionistas: o Grupo José de Mello, liderado por Vasco Mello. E, segundo a Reuters, este cenário não está afastado.
 
"Se a Arcus prosseguir com a venda, então o Grupo José de Mello vai precisar de avaliar um processo conjunto", afirmou, à Reuters, fonte próxima do processo.
 
A Brisa é detida em 33% pelo Grupo José de Mello, 20,7% pela Arcus, e o restante está nas mãos da Tagus Holding, uma parceria entre as duas empresas, com a família Mello a deter uma participação 55% enquanto a Arcus é dona de 45%.
 
A Reuters adianta que a Arcus contratou o Morgan Stanley e o BCP para vender a sua posição.
 
A Brisa e as suas filiais operam 1.628 quilómetros de estradas em Portugal, incluindo uma rede de 17 autoestradas.
 
Recorde-se que a Arcus entrou na Brisa em 2011. Foi este fundo e o grupo José de Mello que lançaram a OPA sobre a Brisa a 29 de março de 2012, operação que retirou a empresa de bolsa no ano seguinte.
 

Wall Street sem tendência definida. Dados económicos e Fed voltam a confundir investidores
22-08-2019 21:20

Bundesbank afasta necessidade de estímulos orçamentais imediatos
22-08-2019 18:24

Nova vaga de iPhones a caminho. Apple foca-se na fotografia
22-08-2019 17:43

Fecho dos mercados: Bolsas mistas e juros sobem, após Fed, BCE e dados económicos
22-08-2019 17:14

Bloco quer que Governo levante serviços mínimos da greve da Ryanair
22-08-2019 16:02

Candidatos à compra da CGD no Brasil avançam para apresentação de propostas vinculativas
22-08-2019 14:52

Bolsas dos EUA abrem em leve alta. Investidores aguardam Jackson Hole
22-08-2019 14:52

Atas do BCE indicam que vem aí um "pacote" de medidas e não às pingas
22-08-2019 14:21

Mais de metade da energia produzida em 2018 foi de origem renovável
22-08-2019 13:02

Dívida pública atinge mínimos de 2012 com queda para os 122,2% do PIB
22-08-2019 12:15

Subscrições nos certificados já ultrapassam em 150 milhões estimativas para 2019
22-08-2019 11:43

Juros do crédito da casa sobem pelo oitavo mês para o nível mais alto em mais de três anos
22-08-2019 11:05

Peso do endividamento da economia cai no segundo trimestre para mínimo de 2010
22-08-2019 10:57

Novo regime de apoios para centrais a biomassa com luz verde
22-08-2019 10:30

Abertura dos mercados: Divisões na Fed baralham investidores e deixam bolsas e juros sem rumo
22-08-2019 09:11

Greves dos motoristas "sem impacto" para a Sonae
21-08-2019 20:21

Merkel dá 30 dias a Johnson para ter alternativa viável ao backstop
21-08-2019 20:06

Pardal Henriques deixa de ser porta-voz do sindicato para ser cabeça de lista do PDR por Lisboa
21-08-2019 18:36

O diálogo social e a democracia
21-08-2019 18:10

Fecho dos mercados: Setor automóvel brilha e impulsiona Europa. Petróleo sobe
21-08-2019 17:30

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco