Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Os cursos com mais e menos emprego
15/07/2019 14:55

Terminar os estudos e entrar no mercado de trabalho nem sempre é tarefa fácil, até porque há portas que dificilmente se abrem ao contrário de outras que podem ser sinónimo de emprego garantido.
 
 
Na verdade, esta poderá ser uma das maiores preocupações de quem termina um curso superior, mas é também, e cada vez mais, um fator de peso para quem começa a sua formação superior. Na hora de escolher o curso, são já muitos os jovens que olham para os que maiores hipóteses lhes dão no mercado de trabalho.
 
 
De acordo com os dados mais recentes, disponíveis no Portal Infocursos, que analisou os cursos de Técnico Superior Profissional (TeSP), de licenciatura 1.º ciclo, de mestrado integrado e de mestrado 2.º ciclo, ministrados em estabelecimentos de ensino superior portugueses com oferta ativa e registo válido a 31 de dezembro passado, há 63 cursos superiores e mestrados com emprego garantido. Do outro lado da tabela, contam-se qualquer coisa como 31 os que apresentam a maior taxa de desemprego.
 
 
Pela positiva, o topo da tabela é ocupado por áreas que não a medicina: Teologia (numa instituição privada) e Matemática Aplicada (numa pública). Ambas apresentam valores de desemprego zero.
 
 
Os dados têm em conta o valor percentual de recém-diplomados registados como desempregados no IEFP — Instituto do Emprego e Formação Profissional e passaram a integrar, além de licenciaturas, também mestrados integrados ao mesmo tempo que se calcula a média dos últimos quatro anos.
 
 
Neste caso, e além dos cursos já referidos, a mesma tabela contempla ainda áreas de estudo como Turismo, Psicologia, Gestão, Educação Básica, diferentes engenharias, Enfermagem e, sim, os habituais cursos de Medicina.
 
 
O reverso da medalha integra cursos com muito baixa taxa de empregabilidade ou disponibilidade zero. Falamos aqui de Serviço Social (numa instituição privada) e Comunicação Multimédia (ministrado numa entidade pública). De resto, a formação superior associada a Marketing, Publicidade e Comunicação apresenta, regra geral, baixos índices de empregabilidade.
 
 
Numa comparação entre entidades de ensino superior públicas e privadas, percebe-se, por via dos dados disponibilizados no mesmo portal, que a taxa de desemprego entre os jovens recém-licenciados em instituições públicas é de 3,4% (menos 2% do que no último ano) e nas privadas de 4,1% (menos 1,6%). Contas feitas, são menos 36% os finalistas que se inscreveram no desemprego por via do IEFP.

Rio, o homem que quer pôr o jornalismo na ordem
19/09/2019 20:25

Irão avisa Washington e Riade que qualquer ataque resultará numa guerra
19/09/2019 20:00

Trabalhadores da Amazon conseguem mudança nos processos para combater alterações climáticas
19/09/2019 19:38

Empresa em incumprimento com o BCP reduz posição na Pharol a metade
19/09/2019 19:17

Airbnb quer fazer da bolsa a sua nova "casa" em 2020
19/09/2019 18:27

Provedora da Justiça aplaude mudanças no IRS sobre salários de anos anteriores
19/09/2019 17:59

Fecho dos mercados: Bancos centrais animam bolsas europeias. Petróleo volta ao verde
19/09/2019 17:31

Pirata informático Rui Pinto acusado de 147 crimes
19/09/2019 16:39

Matrículas dos automóveis vão mudar de formato
19/09/2019 15:42

Bolsas dos EUA em leve alta após Fed cortar taxas de juro
19/09/2019 14:39

Governo tem 100 milhões para apoiar PME que queiram expandir ou que vão ser herdadas
19/09/2019 14:08

Revolut alarga plataforma de negociação de ações a todos os clientes
19/09/2019 13:08

Parlamento Europeu questiona Elisa Ferreira sobre ações da Sonae
19/09/2019 12:20

Banco de Inglaterra não mexe nos juros enquanto a incerteza sobre o Brexit persistir
19/09/2019 12:20

Portugueses já investiram 650 milhões em certificados em 2019
19/09/2019 11:38

Álvaro Sobrinho faz queixa-crime de candidato à liderança da UNITA
19/09/2019 11:14

Juros do crédito da casa descem pela primeira vez em oito meses
19/09/2019 11:08

Endividamento da economia baixa ligeiramente em julho
19/09/2019 10:57

Como Portugal se tornou no mercado imobiliário "mais quente" da Europa
19/09/2019 10:36

ERSE avisa EDP que instalação de contadores inteligentes "tem de acelerar"
19/09/2019 09:58

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco