Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Novo regulamento de proteção de dados custa 140 milhões por ano às empresas
22/05/2019 12:08

O impacto da aplicação do novo Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) terá um "impacto elevado" sobre as empresas que deverá ascender a "140 milhões de euros em termos líquidos".
O número foi avançado esta quarta-feira pelo secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, Tiago Antunes, na conferência "A Lei  Portuguesa de Proteção de Dados, desafios da Implementação", organizada pela Renascença e pela SGS Portugal.
O Governo fez uma "avaliação prévia do impacto legislativo, com uma estimativa de encargos e como as estimativas neste caso nos davam a entender que o regulamento seria gerador de elevados encargos, decidimos também fazer um estudo para avaliar e medir os encargos efectivos", explicou Tiago Antunes.
Assim, ao longo do último ano - desde a entrada em aplicação do RGPD, a 25 de maio de 2018 - o Governo contou com a colaboração das empresas, nomeadamente através do envio de inquéritos. O estudo está ainda a ser concluído, mas o secretário de Estado adiantou já que a previsão é de um custo total para as empresas da ordem dos 170 milhões de euros, por contraponto a benefícios no valor de 30 milhões de euros. Contas feitas, um custo líquido global de 140 milhões de euros.
Além dos custos de implementação, as empresas e demais entidades que não cumpram as novas regras em matéria de proteção de dados arriscam multas elevadas, que no limite podem ir aos 20 milhões de euros ou 4% da faturação mundial. As coimas aplicar-se-ão tanto ao setor privado como ao setor público, sendo que este último poderá solicitar uma moratória de três anos junto da Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD), com a apresentação de um pedido fundamentado.
"Imagine-se o impacto que sanções deste tipo poderiam ter no nosso tecido empresarial", destacou Tiago Antunes, explicando que a opção do Governo acabou por ser "pela modulação" em matéria de coimas.
"Foi um regulamento feito muito a pensar nas grandes corporações multinacionais da informação, que fazem tratamento de dados em grande escala, o que justifica o tipo de sanções. Mas depois, quando o transferimos para a nossa realidade, muitas das soluções mostram-se desadequadas e desproporcionais", referiu. Por isso, "tentámos moderar alguns dos excessos", porque "tivemos logo a perceção que o regulamento traria grandes encargos para a nossa economia e empresas".
Recorde-se que a nova lei que vai concretizar na realidade jurídica portuguesa o RGPD está em fase final de aprovação no Parlamento, devendo ser aprovada em votação final global no início de junho.

Desentendimento entre acionistas deixa Unitel sem presidente
19/06/2019 21:02

Gestores da Caixa receberam prémios porque objetivos "foram cumpridos e ultrapassados"
19/06/2019 19:12

TAP descarta nova emissão de obrigações. Entrada em bolsa ainda não tem data
19/06/2019 18:37

Teixeira Duarte desliza para mínimos históricos
19/06/2019 18:08

Carlos Costa insinua que Trump não entende metas e independência do BCE
19/06/2019 17:56

PSI-20 no vermelho com Jerónimo Martins a perder mais de 2%
19/06/2019 16:49

Lei de bases da habitação: Processos de partilhas vão ser acelerados
19/06/2019 16:30

VIC Properties quer construir mais de 2.000 casas em Marvila
19/06/2019 15:42

Islândia sofre recessão mais profunda com quebra no turismo e na pesca
19/06/2019 15:22

Desemprego registado em mínimos de 1991 e mais próximo de ficar abaixo dos 300 mil
19/06/2019 11:41

Portugal financia-se em 1.250 milhões a juros ainda mais negativos
19/06/2019 10:56

Construção na Zona Euro acentua quebra no arranque do segundo trimestre
19/06/2019 10:47

Antigo Central Shopping vai voltar à vida como Business Plaza
19/06/2019 09:21

Os terrenos que vão ter de pagar a AIMI, a Farfetch envolvida na nova moeda digital e o ocaso da Ode
19/06/2019 07:00

Pessimismo ou pressão dos mercados?
18/06/2019 21:02

Como fugir a festas de casamento
18/06/2019 19:25

Casa Branca avaliou legalidade de despromoção de Powell
18/06/2019 18:42

Fecho dos mercados: BCE, Fed e Trump fazem disparar bolsas e petróleo e afundam juros para mínimos
18/06/2019 17:25

BCP, JM e Galp sobem 2% e dão ganhos de mais de 1% ao PSI-20
18/06/2019 16:52

Chumbo da Lei de Bases da Saúde: a culpa é tua
18/06/2019 16:25

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco