Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Santana Lopes desafia direita para coligação pós-eleitoral
11-01-2019 12:21

O líder do partido Aliança, Pedro Santana Lopes, desafiou hoje os partidos que não apoiam o executivo socialista a formar um "acordo pós-legislativas" que derrote António Costa e viabilize um novo Governo."Neste ano eleitoral não podemos ignorar a realidade. Temos de derrotar a frente de esquerda e o Governo de António Costa", começou por dizer Santana Lopes na intervenção de abertura do segundo dia da primeira Convenção da Europa e da Liberdade, organizada pelo Movimento Europa e Liberdade (MEL).Para o concretizar, a "Aliança quer apresentar uma proposta simples, que os partidos que não estão envolvidos nessa solução inédita e de efeitos conhecidos no nosso país, admitam a constituição de uma grande aliança, um grande movimento de crescimento, liberdade e progresso".Neste movimento "devem estar os partidos mais tradicionais já existentes, os que já se constituíram e aqueles que estão, por ventura prometidos nascer", apontou.Para Santana Lopes, existiriam duas possibilidades, uma "coligação pré-eleitoral com base nos resultados das europeias", ou uma "coligação pós-eleitoral, com base nos resultados das eleições legislativas".A primeira "não recolhe a preferência da Aliança", destacou, apontando que, na sua opinião, também "não é viável no atual quadro por razões que parecem óbvias"."A opção que admitimos, ou seja, a de um acordo pós-legislativas pressupõe naturalmente o que parece muito difícil hoje em dia, mas que tem o nosso empenho. Que as forças do centro-direita assumam a vontade e o propósito de viabilizarem conjuntamente a formação de um Governo patriótico, que inicie um novo ciclo político, económico e social", assinalou.

Trump faz nova proposta sobre fronteiras para terminar "shutdown"
19-01-2019 21:32

Miguel Albuquerque: "Na Madeira, Lisboa não manda, nem vai mandar, nunca vai mandar"
19-01-2019 18:10

Cimpor já é turva. O que se passou durante a gestão brasileira?
19-01-2019 17:40

Banksy vai estar no Porto pelo olhar de um fotógrafo
19-01-2019 17:09

Facebook na iminência de multa multi-milionária no seu país
19-01-2019 16:01

GNR apreende mais de 60 mil peças de roupa contrafeitas
19-01-2019 13:57

Cidade Financeira do Santander em Madrid está à venda. E já estalou uma guerra
19-01-2019 12:58

Existem 191 pedreiras em situação crítica em Portugal
19-01-2019 10:10

China brinda Wall Street com semana de ganhos
18-01-2019 21:11

Trump e Kim Jong-un vão reunir-se em fevereiro para discutir armas nucleares
18-01-2019 20:03

Rendas de escritórios em Lisboa e Porto devem estabilizar este ano
18-01-2019 19:45

Simulações: Tabelas de IRS dão aumento simbólico nos salários líquidos
18-01-2019 19:18

Novos emails do Benfica revelados
18-01-2019 18:27

Empark abre estacionamento do metro durante jogos no Dragão
18-01-2019 16:44

PSI-20 mantém máximos de dois meses impulsionado por Jerónimo Martins, Galp e papeleiras
18-01-2019 16:44

Qual o impacto das novas tabelas de retenção de IRS?
18-01-2019 16:20

Distribuidora da Volkswagen vai ficar com SIVA e Soauto assumindo dívida da SAG
18-01-2019 14:42

Jeep® Wrangler recebe menção honrosa nos Prémios '4X4 of the Year'
18-01-2019 12:29

Montenegro promete dar "espaço de afirmação" a Rio e ficar "ao lado do PSD"
18-01-2019 12:21

AIE: Procura do petróleo vai subir em 2019 à boleia de preços mais baixos
18-01-2019 11:44

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco