Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

Santana Lopes desafia direita para coligação pós-eleitoral
11-01-2019 12:21

O líder do partido Aliança, Pedro Santana Lopes, desafiou hoje os partidos que não apoiam o executivo socialista a formar um "acordo pós-legislativas" que derrote António Costa e viabilize um novo Governo."Neste ano eleitoral não podemos ignorar a realidade. Temos de derrotar a frente de esquerda e o Governo de António Costa", começou por dizer Santana Lopes na intervenção de abertura do segundo dia da primeira Convenção da Europa e da Liberdade, organizada pelo Movimento Europa e Liberdade (MEL).Para o concretizar, a "Aliança quer apresentar uma proposta simples, que os partidos que não estão envolvidos nessa solução inédita e de efeitos conhecidos no nosso país, admitam a constituição de uma grande aliança, um grande movimento de crescimento, liberdade e progresso".Neste movimento "devem estar os partidos mais tradicionais já existentes, os que já se constituíram e aqueles que estão, por ventura prometidos nascer", apontou.Para Santana Lopes, existiriam duas possibilidades, uma "coligação pré-eleitoral com base nos resultados das europeias", ou uma "coligação pós-eleitoral, com base nos resultados das eleições legislativas".A primeira "não recolhe a preferência da Aliança", destacou, apontando que, na sua opinião, também "não é viável no atual quadro por razões que parecem óbvias"."A opção que admitimos, ou seja, a de um acordo pós-legislativas pressupõe naturalmente o que parece muito difícil hoje em dia, mas que tem o nosso empenho. Que as forças do centro-direita assumam a vontade e o propósito de viabilizarem conjuntamente a formação de um Governo patriótico, que inicie um novo ciclo político, económico e social", assinalou.

Relatório Mueller: Investigação "não descobriu" provas de conluio entre Trump e a Rússia
24-03-2019 20:37

Apple entra numa nova era
24-03-2019 19:41

Ministros ainda dão a mão a Theresa May
24-03-2019 17:49

António Costa defende relação com a China que já leva "mais de 500 anos"
24-03-2019 12:59

Bandeira de Portugal ao alto numa manifestação em Londres contra o Brexit
23-03-2019 18:32

PNR promete combater "invasão de refugiados" para ganhar um eurodeputado
23-03-2019 18:10

Movimento "Nascidos a 5 de julho" inspira-se na AD para combater o "imobilismo socialista"
23-03-2019 17:52

Administradores Hospitalares criticam dependência da Saúde face às Finanças
23-03-2019 16:32

Lei de Bases da Saúde: Marcelo chumba momento da discussão e defende "caminho sinusoidal"
23-03-2019 14:28

Bloco de Esquerda quer fim das taxas moderadoras: "Não se está a moderar nada!"
23-03-2019 13:24

Haitong regressa aos lucros e vai vender subsidiária irlandesa
23-03-2019 11:27

Corticeira Amorim abre nova fábrica nos Estados Unidos
23-03-2019 10:31

Já há memorando de entendimento para potencial fusão entre Sonae Sierra Brasil e Alliansce
22-03-2019 22:22

Remuneração de Mexia baixa em 2018 mas continua acima de dois milhões de euros
22-03-2019 21:12

Tentativa de golpe de Estado na Pharol abortada
22-03-2019 19:32

Grandes distribuidores e cervejeiras acusadas pela Concorrência de concertação de preços
22-03-2019 17:32

Fecho dos mercados: Fantasma da recessão assombra mercados mundiais
22-03-2019 17:26

Rei saudita lança programa de 20 mil milhões para embelezar Riad
22-03-2019 15:45

Contrato da semana: Seguro da frota automóvel da Infraestruturas de Portugal custa 450 mil euros
22-03-2019 15:07

CEO da TAP: "A partir de 2021 crescimento está comprometido"
22-03-2019 12:27

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco