Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

PCP não desiste da nacionalização definitiva do Novo Banco para ter apoio do PS
11/01/2017 19:01

O PCP não está disposto a desistir da ideia de uma nacionalização definitiva do Novo Banco, mesmo que isso implique o chumbo do projecto de resolução que recomenda isso mesmo ao Governo. O Parlamento vai discutir em breve um projecto de resolução do PCP já com um ano onde a Assembleia da República recomenda ao Governo a nacionalização "definitiva" do banco que resultou do fim do BES. Mas para que o projecto seja aprovado é necessário ter os votos do PS (o Bloco concorda com a nacionalização definitiva e a direita opõe-se à ideia).Esta quarta-feira, o jornal Público avançou que o PS ainda não tinha decidido como votaria este projecto e citava o líder parlamentar, Carlos César, a defender que se os comunistas fizessem "alterações significativas" ao mesmo, o PS poderia viabilizar o diploma. O objectivo era que estas alterações significativas permitissem tornar temporária a nacionalização, em vez de definitiva como está previsto no projecto. O PS não se opõe à ideia da nacionalização, mas recusa assumir o próximo passo: nova venda mais tarde ou ficar na esfera do Estado para sempre. Na TSF, o deputado comunista Miguel Tiago foi confrontado com esta questão. O jornalista perguntou-lhe se o PCP estaria disposto a deixar cair a palavra "definitiva" para ter o aval do PS à nacionalização.  "Tanto quanto me lembro [o projecto de resolução] não tem a palavra 'definitiva' mas é nesta perspectiva que foi apresentado", disse. O projecto, que pode ser consultado no site do Parlamento, diz preto no branco que o tipo de nacionalização que vai a votos é "definitiva". Ao Negócios, Miguel Tiago assume o lapso e clarifica a posição do PCP neste momento. "Está lá a palavra e não vamos tirar."O PCP conta discutir e votar no Parlamento o seu projecto no início de Fevereiro. O Governo está a negociar directamente com a Lone Star para tentar obter uma proposta melhorada que dispense a garantia pública. O processo de venda mantém-se, mas o ministro das Finanças, Mário Centeno, admite que a nacionalização é o plano B. Fora de questão está a liquidação do banco.

Empréstimo do CaixaBank a Angola ainda não passou de projecto
16/01/2017 22:36

BPI paga entre 8% a 10% para emitir 350 milhões de dívida subordinada
16/01/2017 22:30

CaixaBank abre portas a redução de 900 trabalhadores no BPI
16/01/2017 22:30

BPI vai ter perda de 182 milhões com desvalorização do kwanza
16/01/2017 21:52

Pequenos investidores antevêem processos após registo da OPA ao BPI
16/01/2017 21:30

CaixaBank aponta problemas em Angola para justificar preço da OPA
16/01/2017 21:30

OPA ao BPI começa esta terça-feira e vai até 7 de Fevereiro
16/01/2017 20:45

Azvalor com participação qualificada na Ibersol
16/01/2017 18:32

Peugeot faz apresentação do novo 5008 em Portugal
16/01/2017 17:52

Discovery Capital compra 2% da Pharol
16/01/2017 17:19

Acções do BCP ajustam terça-feira para 13,83 cêntimos
16/01/2017 16:57

Energia e BCP levam Lisboa a primeiras perdas em três dias
16/01/2017 16:43

Concessão de novos créditos ao consumo em máximos
16/01/2017 16:06

Indústria de componentes automóveis cresceu 7% em 2016
16/01/2017 16:06

Popular aposta em campanha publicitária antes de passar a sucursal
16/01/2017 16:06

Regling: Grécia pode repetir "sucesso" de Portugal
16/01/2017 15:18

Trojan Horse: Tróia volta a transformar-se este ano na Hollywood portuguesa
16/01/2017 14:46

Moody's: Aumento de capital é positivo para o BCP mas plano estratégico é "desafiante"
16/01/2017 14:46

Funchal, Porto e Lisboa entre as 100 cidades do mundo com melhor reputação online
16/01/2017 14:46

Centeno explica saída de Domingues da CGD esta quarta-feira
16/01/2017 14:36

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco