Este website utiliza cookies para ter uma melhor experiência de navegação e utilização.
Ao navegar está a consentir a utilização dos cookies associados ao site.

ÚLTIMAS NO NEGÓCIOS.PT

PCP não desiste da nacionalização definitiva do Novo Banco para ter apoio do PS
11-01-2017 19:01

O PCP não está disposto a desistir da ideia de uma nacionalização definitiva do Novo Banco, mesmo que isso implique o chumbo do projecto de resolução que recomenda isso mesmo ao Governo. O Parlamento vai discutir em breve um projecto de resolução do PCP já com um ano onde a Assembleia da República recomenda ao Governo a nacionalização "definitiva" do banco que resultou do fim do BES. Mas para que o projecto seja aprovado é necessário ter os votos do PS (o Bloco concorda com a nacionalização definitiva e a direita opõe-se à ideia).Esta quarta-feira, o jornal Público avançou que o PS ainda não tinha decidido como votaria este projecto e citava o líder parlamentar, Carlos César, a defender que se os comunistas fizessem "alterações significativas" ao mesmo, o PS poderia viabilizar o diploma. O objectivo era que estas alterações significativas permitissem tornar temporária a nacionalização, em vez de definitiva como está previsto no projecto. O PS não se opõe à ideia da nacionalização, mas recusa assumir o próximo passo: nova venda mais tarde ou ficar na esfera do Estado para sempre. Na TSF, o deputado comunista Miguel Tiago foi confrontado com esta questão. O jornalista perguntou-lhe se o PCP estaria disposto a deixar cair a palavra "definitiva" para ter o aval do PS à nacionalização.  "Tanto quanto me lembro [o projecto de resolução] não tem a palavra 'definitiva' mas é nesta perspectiva que foi apresentado", disse. O projecto, que pode ser consultado no site do Parlamento, diz preto no branco que o tipo de nacionalização que vai a votos é "definitiva". Ao Negócios, Miguel Tiago assume o lapso e clarifica a posição do PCP neste momento. "Está lá a palavra e não vamos tirar."O PCP conta discutir e votar no Parlamento o seu projecto no início de Fevereiro. O Governo está a negociar directamente com a Lone Star para tentar obter uma proposta melhorada que dispense a garantia pública. O processo de venda mantém-se, mas o ministro das Finanças, Mário Centeno, admite que a nacionalização é o plano B. Fora de questão está a liquidação do banco.

UBS antecipa colapso de 35% das acções europeias com vitória de Le Pen
28-03-2017 14:39

Chineses da Tencent fazem aposta de 1,6 mil milhões na Tesla
28-03-2017 14:10

Tap vai voar para o Togo
28-03-2017 13:23

Caixa Capital investe 100 mil euros em start-up com plataforma para produtores de bovinos
28-03-2017 13:23

Na internet, os portugueses compram menos moda e mais electrónica do que a média europeia
28-03-2017 12:47

Costa espera fechar venda do Novo Banco esta semana
28-03-2017 12:22

PPE do Sul pede a demissão do presidente do Eurogrupo
28-03-2017 12:04

Bloco quer ouvir advogados que prepararam ida de Domingues para a CGD
28-03-2017 11:55

Ásia já pesa 10% no negócio internacional da Rangel
28-03-2017 11:35

Aumento da idade da reforma ajudou contas do Montepio
28-03-2017 10:41

Resultados da Mota-Engil "em linha ao nível operacional" mas abaixo das estimativas
28-03-2017 10:36

Chatbot é a nova tendência do "call center"
28-03-2017 10:16

O futuro da UE entre as cigarras e as formigas
28-03-2017 09:38

Acções da Mota-Engil recuam mais 1,5% após lucros de 50 milhões
28-03-2017 08:06

Bolsa sobe mais de 1,5% à boleia do grupo EDP
28-03-2017 08:06

EDP Renováveis dispara quase 9%. EDP sobe 4% após OPA
28-03-2017 08:06

Remuneração da administração da Nos aumenta 16%
28-03-2017 07:50

Estado Islâmico terá criado vala comum com 6 mil corpos no Iraque
28-03-2017 01:08

Benfica anuncia alterações na Mesa da Assembleia Geral e no Conselho Fiscal
28-03-2017 00:11

Dow Jones cai pela oitava sessão mas recupera de mínimos
27-03-2017 21:31

login

Pesquisa de títulos

Fale Connosco